OFERTA FORMATIVA

Ref. 367T5 Inscrições abertas até 25-02-2024 INSCREVER-ME

Registo de acreditação: Registo 367 CD nº39 05.02.2014

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 26-02-2024

Fim: 26-02-2024

Regime: Presencial

Local: Escola Básica José Carlos da Maia

Destinatários

Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Ria Formosa

Objetivos

- Identificar e refletir sobre estratégias de diferenciação pedagógica; - Enquadrar e refletir sobre as medidas de adaptação da avaliação pedagógica.

Conteúdos

- De que forma podemos promover a participação e a aprendizagem de todas as crianças e jovens? - De que forma conseguimos criar um ambiente de aprendizagem que permita a inclusão de todos os alunos? - De que forma a avaliação pode promover o sucesso das aprendizagens de todos os alunos?


Observações

Pasta 31 ACD Separador 12


INSCREVER-ME

Ref. 372T1 Inscrições abertas até 26-02-2024 INSCREVER-ME

Registo de acreditação: Registo 372 CD nº39 05.02.2014

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 6.0 horas

Início: 28-02-2024

Fim: 13-03-2024

Regime: Presencial

Local: AE de Montenegro - 1.ª sessão 28/02/2024 2.ª sessão 13/03/20

Destinatários

Educadores de Infância; Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário;

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância; Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário;. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância; Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário;.

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Ria Formosa

Enquadramento

A atualização das práticas pedagógicas em ambiente de sala de aula e no trabalho a desenvolver com e pelos alunos pressupõe um conhecimento aprofundado, pelos professores, das características dos recursos disponíveis, nomeadamente os recursos digitais. Neste sentido, esta ação constitui uma oportunidade de formação que potencia a criação de condições para: i) explorar, analisar e debater das questões inerentes à implementação das novas aprendizagens essenciais da matemática no 1.º ciclo; ii) explorar diferentes plataformas e recursos que potenciem o desenvolvimento do pensamento computacional e das competências de programação; iii) explorar estratégias pedagógicas que mobilizem o pensamento computacional e a programação; iv) programar robôs.

Objetivos

1. Sensibilizar para a utilização crítica e segura da internet e dos meios digitais; 2. Apoiar os professores na implementação de contextos multidisciplinares de aprendizagem com especial enfoque nas novas Aprendizagens Essenciais de Matemática; 3. Desenvolver atividades que requeiram a mobilização do pensamento computacional, da programação e da robótica, com recurso à metodologia de trabalho por projetos; 4. Favorecer a partilha de experiências de implementação das TIC e dos meios digitais nos diversos contextos;

Conteúdos

Aprendizagens essenciais da Matemática Pensamento Computacional Programação Robótica



INSCREVER-ME

Ref. 337T1 Inscrições Fechadas

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-115682/22

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas (25.0 horas presenciais + 25.0 horas de trabalho autónomo)

Início: 04-03-2024

Fim: 13-05-2024

Regime: b-learning

Local: EB2,3 Dr. Joaquim de Magalhães - Sala 125/Sala ZOOM do CFAE

Formador

Augusto Martins Cerdeira

Destinatários

Educadores de Infância, Professores dos Ensinos Básico, Secundário, de Educação Especial e do grupo de recrutamento 360

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância, Professores dos Ensinos Básico, Secundário, de Educação Especial e do grupo de recrutamento 360. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

O enquadramento legal da educação inclusiva e as orientações sobre a recuperação das aprendizagens constituem um enorme desafio para novas/os práticas pedagógicas, interfaces comunicativas, fundamentos humanistas em que todos são parte do sistema e desenvolvem um diálogo igualitário, um pensamento e uma consciência próprios. Assim, há que criar ambientes seguros e estimulantes nas escolas para que o diálogo, a reflexão e a partilha orientem os agentes educativos para a inclusão. Esta formação procura apoiar a operacionalização de práticas pedagógicas inclusivas para que os alunos sejam melhores aprendentes e o professor melhor ensinante, definindo com maior acuidade as ações bem como as evidências a identificar em contexto de sala de aula. A presente ação insere-se no processo de concretização do Projeto Educação Inclusiva 21-23 e do plano integrado para a recuperação das aprendizagens dos alunos do ensino básico e secundário, Plano 21|23 Escola+.

Objetivos

• Explorar os documentos legislativos (Decreto- Lei n.º 54/2018, Decreto-Lei n.º 55/2018, Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, Aprendizagens Essenciais) e de apoio à prática letiva de forma integrada, identificando implicações para a organização de práticas mais inclusivas • Aplicar colaborativamente os princípios subjacentes ao desenho universal para a aprendizagem e à abordagem multinível • Planear com intencionalidade estratégica, organizando a dinâmica pedagógica, conciliando as aprendizagens a desenvolver e a diversidade de todos alunos • Conceber instrumentos de suporte à recolha de informação que contribuam para a tomada de decisão. • Consolidar a implementação do ciclo: Avaliar – Planear – Agir - Rever • Produzir e aplicar em contexto de sala de aula instrumentos de avaliação e planificação das aprendizagens • Partilhar experiências facilitadoras do um processo ensino-aprendizagem inclusivo • Explorar colaborativamente práticas educativas inovadoras

Conteúdos

Módulo 1. Impacto das orientações de política educativa nas práticas pedagógicas • Exploração integrada dos documentos de política educativa (Decreto- Lei n.º 54/2018, Decreto-Lei n.º 55/2018, Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, Aprendizagens Essenciais) Módulo 2. Ambientes educativos inclusivos - opções metodológicas • Práticas de ensino e intervenção diferenciadas, em função do perfil de competências dos alunos • Estratégias de antecipação da diversidade em sala de aula, com recurso a ambientes de aprendizagem flexíveis e centrados no aluno (DUA) Módulo 3. Valorização da diversidade em sala de aula – criação e partilha de recursos • Mecanismos de planeamento e gestão curricular com caráter intencional e estratégico • O que ensinar e porquê, como, quando, com que prioridades, com que meios, com que organização e com que resultados: exercícios práticos Módulo 4. Avaliação formativa enquanto processo regulador do ensino e da aprendizagem • Planificação intencional da avaliação formativa tendo como objetivos melhorar os resultados das aprendizagens e ajustar o processo de ensino

Metodologias

[]

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado pelos formandos.

Bibliografia

DGE (2018), Para uma educação inclusiva: Manual de Apoio à Prática https://www.dge.mec.pt/sites/default/files/EEspecial/manual_de_apoio_a_pratica.pdf Acesso 02/02/2022Cosme, A., Lima L., Ferreira D., Ferreira N. (2021), Metodologias, métodos e situações de aprendizagem: propostas e estratégias de ação : ensino básico, ensino secundário,1ª ed. - Porto: Porto Editora.European Agency for Special Needs and Inclusive Education (2018), Key Actions for Raising Achievement, Guidance for Teachers and Leaders • Disponível em https://www.european-agency.org/sites/default/files/Key%20Actions%20for%20Raising%20Achievement.pdf Acesso 02/02/2022Fernandes, D. (2021). Para uma Fundamentação e Melhoria das Práticas de Avaliação Pedagógica no Âmbito do Projeto MAIA, Texto de Apoio à formação - Projeto de Monitorização, Acompanhamento e Investigação em Avaliação Pedagógica (MAIA). Ministério da Educação/Direção-Geral da Educação. Acesso 02/02/2022UNESCO (2022). REACHING OUT TO ALL LEARNERS: a resource pack for supporting inclusion and equity in education. Geneva: UNESCO – IBE. Disponível em: http://www.ibe.unesco.org/en/news/reaching-out-all-learners-resource-pack-supporting-inclusion-and-equity-education Acesso em 02/02/2022


Observações

1ª sessão - 3h - 04/03/2024 - Presencial 2ª Sessão - 3h - 11/03/2024 - Presencial 3ª Sessão - 4h - 08/04/2024 - Presencial 4ª Sessão - 3h - 15/04/2024 - Online 5ª Sessão - 3h - 22/04/2024 - Online 6ª Sessão - 3h - 29/04/2024 - Online 7ª Sessão - 3h - 06/05/2024 - Online 8ª Sessão - 3h - 13/05/2024 - Online


Ref. 355T1 Inscrições Fechadas

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-122512/24

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas (25.0 horas presenciais + 25.0 horas de trabalho autónomo)

Início: 06-03-2024

Fim: 22-05-2024

Regime: Presencial

Local: 6 e 13.03, 10,17 e 24. 04 e 8,15 e 22.05 -16h- F. F. Lopes

Formador

Cláudia Marisa Silva Xavier Mendes

Destinatários

Educadores de Infância;

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância;. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância;.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Ria Formosa

Enquadramento

Considera-se fundamental no PTD a integração e capacitação digital dos educadores de infância nas suas práticas pedagógicas. Esta capacitação representa uma forte aposta no processo de valorização e no desenvolvimento profissional dos docentes no domínio da literacia digital e das competências digitais, no sentido de os dotar das competências necessárias à integração transversal, de modo a que estas se afirmem como facilitadoras das práticas profissionais e pedagógicas e, simultaneamente, promotoras de inovação no processo de ensino e de aprendizagem. O Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores é o referencial que dá suporte a este plano, contribuindo para desenvolver as CD dos docentes do sistema educativo e formativo nacional.

Objetivos

Pretende-se apoiar os educadores na promoção de estratégias e de ações integradoras do digital que permitam melhorar a qualidade do trabalho realizado. São objetivos específicos da oficina: Conceber, selecionar e partilhar recursos digitais no âmbito da educação de infância; Integrar o digital nas propostas educativas, numa perspetiva da articulação plena das aprendizagens; Planificar, avaliar e comunicar com recurso ao digital. Capacitar os docentes da EPE para a promoção da utilização crítica e responsável de diferentes suportes digitais nas atividades do quotidiano das crianças.

Conteúdos

1. Exploração de opções digitais para colaboração e comunicação institucional e melhoria da prática profissional. 2. Exploração de estratégias de promoção do uso pedagógico de tecnologias digitais. 3. Exploração, seleção e adequação de Recursos Educativos Digitais (RED) ao contexto de aprendizagem. 4. Integração significativa de RED na melhoria de atividades de ensino e aprendizagem. 5. Exploração de recursos digitais de apoio ao planeamento e à avaliação das aprendizagens. 6. Planificação de atividades, projetos e outras metodologias com recurso às tecnologias digitais. 7. Utilização de estratégias para suporte ao desenho e implementação de atividades de promoção da cidadania digital das crianças. 8. Apresentação e partilha das atividades desenvolvidas pelos formandos na oficina. 9. Reflexão e debate sobre as atividades apresentadas e análise dos resultados obtidos pela sua implementação. 10. Avaliação e conclusões.

Metodologias

As sessões presenciais são destinadas: à exploração, reflexão e articulação das OCEPE com a integração dos ambientes digitais nas aprendizagens das crianças; à realização de atividades práticas de partilha, suportadas por um ambiente colaborativo; à exploração de ferramentas digitais para o desenvolvimento de atividades de aprendizagem promotoras da colaboração, comunicação e avaliação; à planificação e criação de atividades a implementar na educação pré-escolar, que promovam o desenvolvimento das CD dos docentes; à reflexão crítica sobre o desenvolvimento profissional docente. Na última sessão, os formandos apresentarão os resultados das atividades, com evidências, proporcionando-se a discussão e a partilha. Em específico, na componente de trabalho autónomo, pretende-se assegurar a implementação das atividades planificadas nas sessões presenciais, em situações reais de ensino-aprendizagem, tendo por base as OCEPE, e a reflexão sobre as práticas desenvolvidas.

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.

Bibliografia

Comissão Europeia (2020). Plano de Ação para a Educação Digital. Disponível em: https://ec.europa.eu/education/sites/education/files/document-library-docs/deap-swd-sept2020_en.pdf Lucas, M., & Moreira, A. (2018). DigCompEdu: Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores. Aveiro: UA Editora. Licht, A.H, Tasiopoulou, E., & Wastiau, P. (2017). Open Book of Educational Innovation. European Schoolnet, Brussels. Disponível em: http://www.eun.org/documents/411753/817341/ Open_book_of_Innovational_Education.pdf Kampylis, P., Punie, Y. & Devine, J. (2015); Promoting Effective Digital-Age Learning - A European Framework for Digitally-Competent Educational Organisations. Disponível: http://publications.jrc.ec.europa.eu/repository/bitstream/JRC98209/jrc98209_r_digcomporg_final.pdf Lopes da Silva, I., Marques, L., Mata, L. e Rosa, M. (2016). Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar. Lisboa: ME/DGE. Disponível em: http://www.dge.mec.pt/ocepe/sites/default/files/Orientacoes_Curriculares.pdf



Ref. 369T1 Inscrições abertas até 04-03-2024 INSCREVER-ME

Registo de acreditação: Registo 369 CD nº39 05.02.2014

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 6.0 horas

Início: 06-03-2024

Fim: 13-03-2024

Regime: Presencial

Local: Escola Secundária Pinheiro e Rosa , entre as 16h e as 19h

Formador

Helena Cristina Mendonça Coelho de Sousa

Hermínia Maria Nunes Santos Martins

Zélia de Jesus Rodrigues Ramos Rosão

Destinatários

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Ria Formosa

Enquadramento

Decreto-Lei n.º 54/2018 de 6 de julho, alterado e republicado na Lei 116/2019 de 13 de setembro

Objetivos

Capacitar os docentes para a compreensão e elaboração do Relatório Técnico-Pedagógico (RTP) proposto Lei n.º 116/2019. Capacitar os docentes para a compreensão, planificação e operacionalização da medida seletiva b) Adaptações Curriculares Não Significativas (ACNS).

Conteúdos

Relatório Técnico-Pedagógico (RTP); Adaptações curriculares não significativas (ACNS); Aprendizagens essenciais; Perfil dos alunos à saída da escolaridade obrigatória.


Observações

Documentos de trabalho: Lei n.º 116/2019 de 13 de setembro; Manual de apoio à prática da Educação Inclusiva; FAQs; Aprendizagens essenciais; Perfil dos alunos à saída da escolaridade obrigatória.


INSCREVER-ME

Ref. 352T1 Inscrições Fechadas

Registo de acreditação: Registo 352 CD nº39 05.02.2014

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 11-03-2024

Fim: 11-03-2024

Regime: e-learning

Local: on line das 17.00 às 20.00

Formador

Maria de Fátima Lopes Borralho

Destinatários

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Ria Formosa

Enquadramento

O Decreto-Lei n.º54/2018, de 6 de julho prevê que as opções metodológicas tomadas terão de ter como base o Desenho Universal para a Aprendizagem, partindo do princípio que a escola é um local onde todas as crianças e jovens têm o direito a ter um atendimento e uma educação de qualidade, onde se procura garantir que o Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória seja atingido por todos, ainda que através de percursos diferenciados, os quais permitem a cada um progredir no currículo com vista ao seu sucesso educativo. Assim, é fundamental, a par com a excelência científica dos docentes, que estes tenham estratégias e ferramentas que possam facilitar a construção de materiais e práticas para respeitar os ritmos de aprendizagem dos alunos.

Conteúdos

Apresentação da ação e seu funcionamento; Divulgação dos serviços e da atividade dos Centros de Recursos de Tecnologias de Informação e Comunicação para a Educação Especial (CRTIC) - centros prescritores de produtos de apoio do Ministério da Educação; Conceito de produto de apoio; Conceito de software livre; APPs e recurso especiais; O Desafio Internacional de Pensamento Computacional: Desafio Bebras; Trabalho prático; Construção de recursos educativos adaptados, com base no recurso apresentado e explorado.



Ref. 367T4 Inscrições abertas até 11-03-2024 INSCREVER-ME

Registo de acreditação: Registo 367 CD nº39 05.02.2014

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 13-03-2024

Fim: 13-03-2024

Regime: Presencial

Local: Agrupamento Paula Nogueira

Formador

Augusto Martins Cerdeira

Destinatários

Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Ria Formosa

Objetivos

- Identificar e refletir sobre estratégias de diferenciação pedagógica; - Enquadrar e refletir sobre as medidas de adaptação da avaliação pedagógica.

Conteúdos

- De que forma podemos promover a participação e a aprendizagem de todas as crianças e jovens? - De que forma conseguimos criar um ambiente de aprendizagem que permita a inclusão de todos os alunos? - De que forma a avaliação pode promover o sucesso das aprendizagens de todos os alunos?


Observações

Pasta 31 ACD Separador 12


INSCREVER-ME

Ref. 337T2 Inscrições Fechadas

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-115682/22

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas (25.0 horas presenciais + 25.0 horas de trabalho autónomo)

Início: 10-04-2024

Fim: 29-05-2024

Regime: b-learning

Local: Olhão

Formador

Augusto Martins Cerdeira

Destinatários

Educadores de Infância, Professores dos Ensinos Básico, Secundário, de Educação Especial e do grupo de recrutamento 360

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância, Professores dos Ensinos Básico, Secundário, de Educação Especial e do grupo de recrutamento 360. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

O enquadramento legal da educação inclusiva e as orientações sobre a recuperação das aprendizagens constituem um enorme desafio para novas/os práticas pedagógicas, interfaces comunicativas, fundamentos humanistas em que todos são parte do sistema e desenvolvem um diálogo igualitário, um pensamento e uma consciência próprios. Assim, há que criar ambientes seguros e estimulantes nas escolas para que o diálogo, a reflexão e a partilha orientem os agentes educativos para a inclusão. Esta formação procura apoiar a operacionalização de práticas pedagógicas inclusivas para que os alunos sejam melhores aprendentes e o professor melhor ensinante, definindo com maior acuidade as ações bem como as evidências a identificar em contexto de sala de aula. A presente ação insere-se no processo de concretização do Projeto Educação Inclusiva 21-23 e do plano integrado para a recuperação das aprendizagens dos alunos do ensino básico e secundário, Plano 21|23 Escola+.

Objetivos

• Explorar os documentos legislativos (Decreto- Lei n.º 54/2018, Decreto-Lei n.º 55/2018, Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, Aprendizagens Essenciais) e de apoio à prática letiva de forma integrada, identificando implicações para a organização de práticas mais inclusivas • Aplicar colaborativamente os princípios subjacentes ao desenho universal para a aprendizagem e à abordagem multinível • Planear com intencionalidade estratégica, organizando a dinâmica pedagógica, conciliando as aprendizagens a desenvolver e a diversidade de todos alunos • Conceber instrumentos de suporte à recolha de informação que contribuam para a tomada de decisão. • Consolidar a implementação do ciclo: Avaliar – Planear – Agir - Rever • Produzir e aplicar em contexto de sala de aula instrumentos de avaliação e planificação das aprendizagens • Partilhar experiências facilitadoras do um processo ensino-aprendizagem inclusivo • Explorar colaborativamente práticas educativas inovadoras

Conteúdos

Módulo 1. Impacto das orientações de política educativa nas práticas pedagógicas • Exploração integrada dos documentos de política educativa (Decreto- Lei n.º 54/2018, Decreto-Lei n.º 55/2018, Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, Aprendizagens Essenciais) Módulo 2. Ambientes educativos inclusivos - opções metodológicas • Práticas de ensino e intervenção diferenciadas, em função do perfil de competências dos alunos • Estratégias de antecipação da diversidade em sala de aula, com recurso a ambientes de aprendizagem flexíveis e centrados no aluno (DUA) Módulo 3. Valorização da diversidade em sala de aula – criação e partilha de recursos • Mecanismos de planeamento e gestão curricular com caráter intencional e estratégico • O que ensinar e porquê, como, quando, com que prioridades, com que meios, com que organização e com que resultados: exercícios práticos Módulo 4. Avaliação formativa enquanto processo regulador do ensino e da aprendizagem • Planificação intencional da avaliação formativa tendo como objetivos melhorar os resultados das aprendizagens e ajustar o processo de ensino

Metodologias

[]

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado pelos formandos.

Bibliografia

DGE (2018), Para uma educação inclusiva: Manual de Apoio à Prática https://www.dge.mec.pt/sites/default/files/EEspecial/manual_de_apoio_a_pratica.pdf Acesso 02/02/2022Cosme, A., Lima L., Ferreira D., Ferreira N. (2021), Metodologias, métodos e situações de aprendizagem: propostas e estratégias de ação : ensino básico, ensino secundário,1ª ed. - Porto: Porto Editora.European Agency for Special Needs and Inclusive Education (2018), Key Actions for Raising Achievement, Guidance for Teachers and Leaders • Disponível em https://www.european-agency.org/sites/default/files/Key%20Actions%20for%20Raising%20Achievement.pdf Acesso 02/02/2022Fernandes, D. (2021). Para uma Fundamentação e Melhoria das Práticas de Avaliação Pedagógica no Âmbito do Projeto MAIA, Texto de Apoio à formação - Projeto de Monitorização, Acompanhamento e Investigação em Avaliação Pedagógica (MAIA). Ministério da Educação/Direção-Geral da Educação. Acesso 02/02/2022UNESCO (2022). REACHING OUT TO ALL LEARNERS: a resource pack for supporting inclusion and equity in education. Geneva: UNESCO – IBE. Disponível em: http://www.ibe.unesco.org/en/news/reaching-out-all-learners-resource-pack-supporting-inclusion-and-equity-education Acesso em 02/02/2022


Observações

1ª sessão - 3h - 10/04/2024 - Presencial 2ª Sessão - 3h - 17/04/2024 - Presencial 3ª Sessão - 4h - 24/04/2024 - presencial 4ª Sessão - 3h - 02/05/2024 - Online 5ª Sessão - 3h - 08/05/2024 - Online 6ª Sessão - 3h - 15/05/2024 - Online 7ª Sessão - 3h - 22/05/2024 - Online 8ª Sessão - 3h - 29/05/2024 - Online


Ref. 342T3 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-121670/23

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 15.0 horas

Início: 22-02-2024

Fim: 21-03-2024

Regime: Presencial

Local: ESFFL 22.e 29.02, 7,14, 21.03 - Sala D207

Formador

Augusto Martins Cerdeira

Destinatários

Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico e Secundário

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico e Secundário. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico e Secundário.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

A educação está em constante evolução, e os professores precisam adaptar-se às mudanças. O curso aborda a integração da tecnologia, especificamente a inteligência artificial representada pelo Chat GPT, no ambiente educativo. A IA (Inteligência Artificial) é fundamental numa era cada vez mais digital, em que os educadores precisam estar atualizados com as últimas tendências tecnológicas. O curso permite dinamizar novas formas de comunicação, utilizando o Chat GPT como uma ferramenta para criar interações mais dinâmicas e envolventes. A personalização do ensino é outro aspeto importante, permitindo que os educadores correspondam às necessidades individuais dos alunos de forma mais eficaz. Também é relevante destacar que o curso ajuda os professores a desenvolverem habilidades digitais essenciais para o século XXI, preparando-os para um mundo cada vez mais tecnológico. A introdução do Chat GPT como ferramenta educativa inovadora pode inspirar a criatividade em sala de aula e promover uma abordagem mais inclusiva e centrada no aluno.

Objetivos

- Capacitar para a utilização da tecnologia chat GPT (Gerador de Texto Baseado em Inteligência Artificial) para melhorar a aprendizagem e a inovação no ensino. - Explorar novas possibilidades pedagógicas oferecidas pelo chat GPT. - Promover a troca de experiências no âmbito do chat GPT, em contexto de sala de aula.

Conteúdos

Introdução à Tecnologia e Educação - A evolução da tecnologia na educação. - O papel da inteligência artificial na aprendizagem. - Visão geral do Chat GPT e aplicação educativa. O Chat GPT na Sala de Aula - Como configurar e aceder ao Chat GPT. - Exemplos de interações educativas com o Chat GPT. - Desenvolvimento de atividades de ensino com o Chat GPT. Compreendendo a Personalização do Ensino - O conceito de aprendizado personalizado. - Chat GPT para atender às necessidades individuais dos alunos. - Estratégias para adaptar conteúdos, com base nas respostas do Chat GPT. Inovação e Criatividade em Educação - Exploração de novas abordagens de ensino com o Chat GPT. - Projetos criativos e colaborativos envolvendo o Chat GPT. - Como a tecnologia pode inspirar a inovação em sala de aula. Desenvolvimento de Habilidades Digitais para Professores - Competências digitais essenciais para educadores. - Ferramentas tecnológicas relacionadas cm o Chat GPT. Avaliação e Desempenho - Avaliação do impacto do Chat GPT na aprendizagem dos alunos. - Eficácia das atividades de ensino com o Chat GPT. - Retorno e melhoria contínua. Preparação para o Futuro da Educação - Tendências futuras na integração da tecnologia na educação. - Desafios e oportunidades na educação digital.

Metodologias

1. Sessões teóricas: O curso tem, em todas as sessão componente teórica que introduz os conceitos-chave relacionados com a integração do Chat GPT na educação. Os formandos terão informações sobre a tecnologia, aplicações e princípios que suportam a utilização eficaz. 2. Demonstrações Práticas: As sessões de trabalho serão sempre complementadas com demonstrações práticas do uso do Chat GPT em contexto educativo. 3. Atividades Interativas: Os formandos serão incentivados a envolver-se nas atividades interativas propostas de criação e experimentação com o Chat GPT. Nestas atividades inclui-se o desenvolvimento de perguntas e respostas personalizadas, simulação de interações aluno-professor e criação de atividades. 4. Feedback e Discussão: Durante o curso, haverá oportunidades regulares para receber retorno sobre os projetos e participar em discussões de grupo, incentivando a partilha de experiências e aprendizagem entre pares.

Avaliação

Os formandos serão avaliados quantitativamente de 0 a 10 valores, conforme indicado na Carta Circular do CCPFC– 3/2007 – setembro 2007. São tidos em consideração os seguintes elementos de avaliação: - Qualidade da participação nas sessões - 50 % - Produtos resultantes das sessões - 35 % - Reflexão crítica final (obrigatória) - 15 %

Bibliografia

Hirota, F. (2023), CHAT GPT e Inteligência Artificial - Aplicações na era digital, ACTUAL EditoraMoyse/Klein, (2023), Donnerons-Nous Notre Langue Au Chat Gpt ?, Le RobertCouncil of Europe, (2022), ARTIFICIAL INTELLIGENCE AND EDUCATION A critical view through the lens of human rights, democracy and the rule of law, CEHuttenlocher, D., Schmidt, E. e Kissinger, H. (2021) A Era da Inteligência Artificial e o nosso futuro humano, Dom Quixote


Observações

PASTA - Nº 29-2024 Separador 14 T3

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 22-02-2024 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
2 29-02-2024 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
3 07-03-2024 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
4 14-03-2024 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
5 21-03-2024 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial

Ref. 342T4 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-121670/23

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 15.0 horas

Início: 22-02-2024

Fim: 21-03-2024

Regime: Presencial

Local: ESFFL 22.e 29.02, 7,14, 21.03 - Sala D205

Formador

Carla Carmo Correia Limpo de Assis

Destinatários

Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico e Secundário

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico e Secundário. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico e Secundário.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

A educação está em constante evolução, e os professores precisam adaptar-se às mudanças. O curso aborda a integração da tecnologia, especificamente a inteligência artificial representada pelo Chat GPT, no ambiente educativo. A IA (Inteligência Artificial) é fundamental numa era cada vez mais digital, em que os educadores precisam estar atualizados com as últimas tendências tecnológicas. O curso permite dinamizar novas formas de comunicação, utilizando o Chat GPT como uma ferramenta para criar interações mais dinâmicas e envolventes. A personalização do ensino é outro aspeto importante, permitindo que os educadores correspondam às necessidades individuais dos alunos de forma mais eficaz. Também é relevante destacar que o curso ajuda os professores a desenvolverem habilidades digitais essenciais para o século XXI, preparando-os para um mundo cada vez mais tecnológico. A introdução do Chat GPT como ferramenta educativa inovadora pode inspirar a criatividade em sala de aula e promover uma abordagem mais inclusiva e centrada no aluno.

Objetivos

- Capacitar para a utilização da tecnologia chat GPT (Gerador de Texto Baseado em Inteligência Artificial) para melhorar a aprendizagem e a inovação no ensino. - Explorar novas possibilidades pedagógicas oferecidas pelo chat GPT. - Promover a troca de experiências no âmbito do chat GPT, em contexto de sala de aula.

Conteúdos

Introdução à Tecnologia e Educação - A evolução da tecnologia na educação. - O papel da inteligência artificial na aprendizagem. - Visão geral do Chat GPT e aplicação educativa. O Chat GPT na Sala de Aula - Como configurar e aceder ao Chat GPT. - Exemplos de interações educativas com o Chat GPT. - Desenvolvimento de atividades de ensino com o Chat GPT. Compreendendo a Personalização do Ensino - O conceito de aprendizado personalizado. - Chat GPT para atender às necessidades individuais dos alunos. - Estratégias para adaptar conteúdos, com base nas respostas do Chat GPT. Inovação e Criatividade em Educação - Exploração de novas abordagens de ensino com o Chat GPT. - Projetos criativos e colaborativos envolvendo o Chat GPT. - Como a tecnologia pode inspirar a inovação em sala de aula. Desenvolvimento de Habilidades Digitais para Professores - Competências digitais essenciais para educadores. - Ferramentas tecnológicas relacionadas cm o Chat GPT. Avaliação e Desempenho - Avaliação do impacto do Chat GPT na aprendizagem dos alunos. - Eficácia das atividades de ensino com o Chat GPT. - Retorno e melhoria contínua. Preparação para o Futuro da Educação - Tendências futuras na integração da tecnologia na educação. - Desafios e oportunidades na educação digital.

Metodologias

1. Sessões teóricas: O curso tem, em todas as sessão componente teórica que introduz os conceitos-chave relacionados com a integração do Chat GPT na educação. Os formandos terão informações sobre a tecnologia, aplicações e princípios que suportam a utilização eficaz. 2. Demonstrações Práticas: As sessões de trabalho serão sempre complementadas com demonstrações práticas do uso do Chat GPT em contexto educativo. 3. Atividades Interativas: Os formandos serão incentivados a envolver-se nas atividades interativas propostas de criação e experimentação com o Chat GPT. Nestas atividades inclui-se o desenvolvimento de perguntas e respostas personalizadas, simulação de interações aluno-professor e criação de atividades. 4. Feedback e Discussão: Durante o curso, haverá oportunidades regulares para receber retorno sobre os projetos e participar em discussões de grupo, incentivando a partilha de experiências e aprendizagem entre pares.

Avaliação

Os formandos serão avaliados quantitativamente de 0 a 10 valores, conforme indicado na Carta Circular do CCPFC– 3/2007 – setembro 2007. São tidos em consideração os seguintes elementos de avaliação: - Qualidade da participação nas sessões - 50 % - Produtos resultantes das sessões - 35 % - Reflexão crítica final (obrigatória) - 15 %

Bibliografia

Hirota, F. (2023), CHAT GPT e Inteligência Artificial - Aplicações na era digital, ACTUAL EditoraMoyse/Klein, (2023), Donnerons-Nous Notre Langue Au Chat Gpt ?, Le RobertCouncil of Europe, (2022), ARTIFICIAL INTELLIGENCE AND EDUCATION A critical view through the lens of human rights, democracy and the rule of law, CEHuttenlocher, D., Schmidt, E. e Kissinger, H. (2021) A Era da Inteligência Artificial e o nosso futuro humano, Dom Quixote


Observações

PASTA - Nº 29-2024 Separador 14 T3


Ref. 371T1 A decorrer

Registo de acreditação: Registo 371 CD nº39 05.02.2014

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 21-02-2024

Fim: 17-04-2024

Regime: e-learning

Local: Online – videoconferência Zoom (com registo de presenças)

Formador

David Filipe Correia dos Santos Costa

Destinatários

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Ria Formosa

Enquadramento

A atualização das práticas pedagógicas em ambiente de sala de aula e no trabalho a desenvolver com e pelos alunos pressupõe um conhecimento aprofundado, pelos professores, das características dos recursos disponíveis, nomeadamente os recursos digitais, entre os quais destacamos a utilização de ferramentas em linha e de dispositivos móveis – smartphones e tablets. Neste sentido, esta ação constitui uma oportunidade de formação que potencia a criação de condições para: i) explorar, analisar e debater das questões inerentes à implementação das novas metodologias de trabalho com recurso ao digital; ii) explorar diferentes plataformas e recursos digitais que potenciem o desenvolvimento dos conteúdos das diversas disciplinas; iii) explorar estratégias pedagógicas que mobilizem o pensamento crítico, criativo e a colaboração; iv) fomentar uma utilização crítica e segura dos meios digitais

Objetivos

Objetivos: 1. Sensibilizar para a utilização crítica e segura da internet e dos meios digitais; 2. Apoiar os professores na implementação de contextos multidisciplinares de aprendizagem com recurso a diferentes plataformas digitais que potenciem o desenvolvimento dos conteúdos das diversas disciplinas; 3. Explorar estratégias pedagógicas que mobilizem o pensamento crítico, criativo e a colaboração com recurso à metodologia de trabalho por projetos em ambientes digitais; 4. Favorecer a partilha de experiências de implementação das TIC e dos meios digitais nos diversos contextos;

Conteúdos

Utilização crítica e segura da internet e dos meios digitais Aprendizagens essenciais Literacias digitais Trabalho colaborativo


Observações

1.ª sessão 21/02/2024 - Baamboozle 2.ª sessão 20/03/2024 – Genially 3.ª sessão 17/04/2024 – Salas de Fuga Digitais 17h às 18h


Ref. 351T1 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-122147/23

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 25.0 horas

Início: 20-02-2024

Fim: 04-06-2024

Regime: b-learning

Local: sessões presenciais no Auditório da Escola Sto António

Formador

Ana Marta Esteves Branco da Silva Farrajota

Anabela Gonçalves de Moura Baptista

Paula Maria Osório de Araújo Correia

Destinatários

Educadores de Infância, Professores dos Ensinos Básico, Secundário e de Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância, Professores dos Ensinos Básico, Secundário e de Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira. De acordo com o artigo 15.º da Portaria n.º 192-A/2015, de 29 de junho, esta ação de formação releva para a progressão da carreira dos professores bibliotecários, incluindo-se na dimensão científica e pedagógica.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

O Marketing é a área da Gestão que pode ser definida enquanto responsável da organização para o desenvolvimento e criação de valor. As atividades de Marketing visam um constante aumento da notoriedade de uma organização junto dos seus stakeholders. As atividades de Marketing estão relacionadas com o desenvolvimento de produtos ou serviços, estabelecimento de posição no setor e planeamento de comunicação, entre outros. É neste contexto que as organizações conseguem assegurar o seu crescimento e desenvolvimento sustentável. A Biblioteca Escolar é um espaço de enorme relevância para os alunos, professores, comunidade educativa. Como tal, a promoção dos seus produtos e serviços requer uma abordagem aproximada à realidade comercial, de modo a incentivar à utilização dos seus serviços. Deste modo, esta formação centrar-se-á na utilização de conceitos relacionados com o Marketing Digital, aplicando-os às Bibliotecas Escolares, de modo a melhor fazer a sua promoção, Marketing e Advocay.

Objetivos

1. Criar condições para o desenvolvimento de competências do professor bibliotecário/docentes/educadores face aos desafios que as Bibliotecas Escolares enfrentam; 2. Dotar os formandos de um portfólio de conceitos e de conhecimentos teóricos e técnicos que suportem e validem as ações que vão desenvolver; 3. Proporcionar uma visão sobre a missão e objetivos da BE no contexto do marketing digital; 4. Desenvolver as Bibliotecas Escolares de forma sustentada e estratégica, através da construção/melhoria da sua presença nas redes sociais e das suas propostas de valor; 5. Melhorar o serviço prestado pelas Bibliotecas Escolares; 6. Partilhar de conhecimentos e experiências de trabalho bem-sucedido, na temática da formação, entre formandos.

Conteúdos

1 - O(s) mundo(s) da(s) biblioteca(s) escolar(es). (3 horas presenciais): 1.1.O valor da biblioteca na escola/agrupamento; a gestão de recursos, Valores e comunidade O impacto transformativo das bibliotecas e dos bibliotecários. Valores associados às bibliotecas; 1.2. Definições e conceitos: Marketing, promoção, advocacy, … parcerias estratégicas Contextos e estratégias de operacionalização na BE: exemplos 2 – O marketing de influência (3 horas assíncronas) O que é o marketing de influência? O que é um influenciador? Caraterísticas de um influenciador. Estratégias de atração. Contextos e estratégias de operacionalização na BE: exemplos 3- Ser digital: como criar uma presença em linha marcante? (1 hora síncrona) 4. Identidade, credibilidade, a criação de conteúdos: storytelling, autenticidade, partilha, planeamento, a gestão do tempo. Elementos indispensáveis para a construção de uma história (2horas assíncronas). Contextos e estratégias de operacionalização na BE: exemplos 5 - Estratégias de comunicação e definição de conteúdos para as Redes Sociais (3 horas assíncronas) Características de uma perspetiva estratégica em advocacy; A importância de se identificarem mensagens chave e enquadrar a narrativa; Que conteúdos criar e/ou privilegiar? A criação de uma marca, Redação de mensagens chave, Contextos e estratégias de operacionalização na BE: exemplos 6 - Ferramentas de Marketing Digital I – O Facebook (1 hora síncrona). Características da Rede, exploração de recursos disponíveis e configuráveis. 7 - Que públicos atingir? Que conteúdos privilegiar? Sugestões de utilização focada ao serviço da Biblioteca Escolar. Contextos e estratégias de operacionalização na BE (2 horas assíncronas) 8 - Ferramentas de Marketing Digital II – O Instagram (3 horas assíncronas). Características da Rede, exploração de recursos disponíveis e configuráveis. Que públicos atingir? Que conteúdos privilegiar? Sugestões de utilização focada ao serviço da Biblioteca Escolar. Contextos e estratégias de operacionalização na BE 9 - Ferramentas de Marketing Digital III – O Youtube (3 horas presenciais) Características da Rede, exploração de recursos disponíveis e configuráveis. Que públicos atingir? Que conteúdos privilegiar? Sugestões de utilização focada ao serviço da Biblioteca Escolar. Contextos e estratégias de operacionalização na BE 10 – Avaliação dos serviços digitais da Biblioteca (2 horas assíncronas): Análise das métricas. As estatísticas, os públicos, a segmentação da audiência, a eficácia da publicidade. Criação de um plano de medição/avaliação de impacto. 11 – O plano de Marketing Digital da Biblioteca Escolar (2 horas síncronas) O que é um plano de Marketing Digital? Avaliação - Elaboração e apresentação de um plano de marketing digital para a BE para um horizonte de 2 anos, ou aprofundamento de os conteúdos abordado ao longo das sessões.

Metodologias

Este curso de formação terá formato b-learning e será desenvolvido da seguinte forma: a) Sessões presenciais: 1ª sessão (3h00) ; 9ª sessão (3h00): total 6 horas. b) Sessão em formato online síncronas: 3ª sessão (1h00); 6ª sessão (1h00); 11ª sessão (2h00): Total 4 horas; c) Sessões em formato online assíncronas: 2ª sessão (3h00) , 4ª sessão (2h00), 5ª sessão (3h00) , 7ª sessão (2h00), 8ª sessão (3h00), 10ª sessão (2h00): total 15 horas. As sessões terão um carácter teórico-prático. Para cada tópico será disponibilizada documentação e bibliografia específica. Os formandos poderão trabalhar individualmente ou em grupo, privilegiando-se o tratamento de propostas em ligação com os contextos de cada escola/agrupamento. Cada sessão terminará com a contextualização e aplicação das temáticas ao contexto das Bibliotecas Escolares. As sessões online síncronas através da Plataforma zoom e as assíncronas serão realizadas através da Plataforma Moodle.

Avaliação

A avaliação será quantitativa e qualitativa sendo classificada numa escala de 1 a 10 valores, de acordo com a legislação em vigor, nomeadamente os pontos 5. e 6. do artigo 4.º do Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, e com os critérios definidos pela DGE. Estão previstos momentos de avaliação contínua em cada sessão e foi concebido um momento de avaliação individual, escrito, que terá como temática a “Elaboração de um plano de marketing Digital para a biblioteca escolar.” ou, em alternativa, o desenvolvimento aprofundado de um dos tópicos de uma sessão. Após o término do curso, os formandos deverão apresentar um trabalho individual de reflexão crítica.

Bibliografia

AFONSO, Carolina e ALVAREZ, Sandra (2020). Ser digital como criar uma presença online marcante. 1ª edição . Alfragide. Casa das letrasCIALDINI, Robert B. (2015). Influência a psicologia da persuasão.2ª Edição. Lisboa: Sinais de fogo;MACARTHY, Andrew (2019). 500 dicas de marketing nas redes sociais. 1ª Edição. Queluz de Baixo: Editorial presençaNOVAIS DE PAULA, André et all (2019). Marketing Digital para empresas. 2ª edição. Lisboa: Perfil CriativoRAPOSO, Miguel (2020). Profissão:#influencer. 1ª edição. Lisboa: Manuscrito Editora


Observações

Presencial (Faro) 20 de fevereiro (15h30-18h30) formato online assíncronas 27 de fevereiro formato online síncronas + formato online assíncronas 12 de março (17h00- 18h00) formato online assíncronas 19 de março formato online síncronas + formato online assíncronas 9 de abril (17h00- 18h00) formato online assíncronas 23 de abril Presencial – workshop 14 de maio (16h00- 19h00) formato online assíncronas 21 de maio formato online assíncronas 4 de junho 18h00-19h00)


Ref. 313T3 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-120718/23

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas (25.0 horas presenciais + 25.0 horas de trabalho autónomo)

Início: 19-02-2024

Fim: 13-05-2024

Regime: b-learning

Local: AEJD e on line

Formador

Maria João de Magalhães Seruca de Oliveira

Destinatários

Professores dos Ensinos Básico, Secundário e Professores de Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Ensinos Básico, Secundário e Professores de Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

O Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores, da Comissão Europeia (DigCompEdu), pretende promover a competência digital (CD) e a inovação na educação. É essencial que os docentes desenvolvam um conjunto de CD, de modo a tirar partido do potencial das tecnologias digitais. Esta ação visa contribuir para desenvolver as CD dos docentes do sistema educativo e formativo nacional (nível 2) e a sua capacidade para implementar estratégias inovadoras de ensino e de aprendizagem. Ambiciona-se criar condições favoráveis a práticas educativas que se revelem promotoras do desenvolvimento de competências digitais dos alunos.

Objetivos

Esta ação de formação pretende desenvolver com os docentes de nível 2 (B1/B2 do DigCompEdu) um conjunto de conhecimentos e estratégias que lhes permita desenvolver CD do nível seguinte (C1/C2 do DigCompEdu). São objetivos específicos: - promover o desenvolvimento, aprofundamento e densificação das CD dos docentes, tendo em vista as 6 áreas do referencial DigCompEdu; - capacitar os docentes para a realização de atividades com tecnologias digitais em diferentes modalidades de ensino; - capacitar os docentes para a implementação de atividades que promovam a aprendizagem e o desenvolvimento das CD dos alunos; - estimular a reflexão, partilha e utilização crítica das tecnologias em contexto educativo.

Conteúdos

- Documentos de enquadramento das políticas educativas. - Envolvimento profissional: Discussão, renovação e inovação na prática profissional. Processos de liderança na era digital. - Recursos Educativos Digitais (RED): Utilização de estratégias e RED avançados de forma abrangente. Promoção da utilização de RED de forma colaborativa. - Ensino e Aprendizagem: Renovação da prática de ensino de forma estratégica e intencional. Inovação no processo de ensino e de aprendizagem em diferentes modalidades de ensino. - Avaliação das aprendizagens: Reflexão crítica sobre estratégias de avaliação digital. Inovação na avaliação das aprendizagens com recursos a soluções digitais. - CD dos Alunos: Promoção da CD dos alunos de forma abrangente e crítica. Inovação no envolvimento dos alunos utilizando formatos inovadores para promover a sua CD. - Planeamento da formação e aprendizagem ao longo da vida.

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.

Bibliografia

Comissão Europeia (2020). Blended learning in school education – guidelines for the start of the academic year 2020/21. Disponível em: https://www.schooleducationgateway.eu/pt/pub/resources/ publications/blended-learning-guidelines.htmComissão Europeia (2018). Plano de Ação para a Educação Digital. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:52018DC0022&from=ENLucas, M., & Moreira, A. (2018). DigCompEdu: Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores. Aveiro: UA EditoraLicht, A.H, Tasiopoulou, E., & Wastiau, P. (2017). Open Book of Educational Innovation. European Schoolnet, Brussels. Disponível em: http://www.eun.org/documents/411753/817341/ Open_book_of_Innovational_Education.pdfMinistério da Educação (2017). Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, Lisboa: ME


Observações

PASTA - Nº 28 - Separador 14

1 19/02/2024 17.30/19.00hh Presencial (1.5 horas) - AEJD 2 26/02/2024 17.30/19.00h Presencial (1.5 horas) - AEJD 3 04/03/2024 17.30/19.00h Presencial (1.5 horas) - AEJD 4 11/03/2024 17.30/19.00h Presencial (1.5 horas) - AEJD 5 18/03/2024 17.30/18.30 Presencial (1. horas) - AEJD 6 25/03/2024 18.00/21.00h Online (3 horas) 7 15/04/2024 18.00/21.00h Online (3 horas) 8 22/04/2024 18.00/21.00h Online (3 horas) 9 29/04/2024 18.00/21.00h Online (3 horas) 10 06/05/2024 18.00/21.00h Online (3 horas) 11 13/05/2023 18.00/21.00h Online (3 horas)


Ref. 350T2 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-120717/23

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas (25.0 horas presenciais + 25.0 horas de trabalho autónomo)

Início: 15-02-2024

Fim: 18-04-2024

Regime: b-learning

Local: Escola Secundária Francisco Fernandes Lopes

Formador

Décio Gonçalves Viegas

Destinatários

Professores dos Ensinos Básico, Secundário e Professores de Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Ensinos Básico, Secundário e Professores de Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

O Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores, da Comissão Europeia (DigCompEdu), pretende promover a competência digital (CD) e a inovação na educação. É essencial que os docentes desenvolvam um conjunto de CD, de modo a tirar partido do potencial das tecnologias digitais. Esta ação visa contribuir para desenvolver as competências digitais dos docentes do sistema educativo e formativo nacional (nível 3) e a sua capacidade para implementar estratégias inovadoras de ensino e de aprendizagem. Ambiciona-se criar condições favoráveis a práticas educativas que se revelem promotoras do desenvolvimento de CD dos alunos. Conjuntamente com esta formação, serão submetidas outras duas, articuladas ao nível da progressão dos conteúdos.

Objetivos

Pretende-se desenvolver com os docentes de nível 3 (C1/C2 do DigCompEdu) um conjunto de conhecimentos e de processos que lhes permita potenciar as suas competências digitais na promoção de estratégias e ações inovadoras na comunidade educativa. São objetivos específicos: - formular estratégias pedagógicas inovadoras e promotoras das CD dos docentes e alunos; - capacitar os docentes para a realização de atividades com tecnologias digitais em diferentes modalidades de ensino; - promover o desenvolvimento de ações que contribuam para os Plano de Ação para o Desenvolvimento Digital das suas escolas; - promover e estimular a reflexão, a partilha e a utilização crítica das tecnologias digitais em contexto educativo.

Conteúdos

Os conteúdos da ação surgem, em sentido articulado e incremental, com os conteúdos da formação de nível 1 e 2. - Exploração de documentos de enquadramento das políticas educativas. - Discussão, renovação e inovação na prática profissional. - Reflexão em torno de conceitos relacionados com escolas, professores e alunos digitalmente competentes. - Utilização das tecnologias digitais na colaboração e inovação pedagógica ao serviço da comunidade educativa. - Estratégias e metodologias relacionadas com o desenvolvimento curricular através de ambientes e ferramentas digitais. - Estratégias digitais de caráter científico-pedagógico promotoras do desenvolvimento profissional dos docentes. - Planeamento de atividades didático-pedagógicas promotoras do desenvolvimento da competência digital dos alunos. - Conceção de Planos de Ação para o Desenvolvimento Digital: conceitos, metodologias de desenvolvimento, implementação, monitorização, avaliação.

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.

Bibliografia

Comissão Europeia (2020). Blended learning in school education – guidelines for the start of the academic year 2020/21. Disponível em: https://www.schooleducationgateway.eu/pt/pub/resources/ publications/blended-learning-guidelines.htmComissão Europeia (2018). Plano de Ação para a Educação Digital. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:52018DC0022&from=ENEU Science Hub (2018). Self-reflection tool for digitally capable schools (SELFIE). Disponível em: https://ec.europa.eu/jrc/en/digcomporg/selfie-toolLucas, M., & Moreira, A. (2018). DigCompEdu: Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores. Aveiro: UA Editora.Licht, A.H, Tasiopoulou, E., & Wastiau, P. (2017). Open Book of Educational Innovation. European Schoolnet, Brussels. Disponível em: http://www.eun.org/documents/411753/817341/ Open_book_of_Innovational_Education.pdf


Observações

15/fevereiro - 18h - 21h presencial 22/fevereiro 18h - 21h presencial 29/fevereiro 18h - 21h presencial 7/março 18h30 - 21h30 online 14/março 18h30 - 21h30 online 21/março 18h30 - 21h30 online 11/abril 18h30 - 21h30 online 18/abril 18h30 - 22h30 online

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 15-02-2024 (Quinta-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Presencial
2 22-02-2024 (Quinta-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Presencial

Ref. 354T1 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-122363/23

Modalidade: Círculo de Estudos

Duração: 24.0 horas (16.0 horas presenciais)

Início: 09-02-2024

Fim: 03-05-2024

Regime: Presencial

Local: Escola Secundária João de Deus (17h-19h)

Formador

Eurídice Maria Carvalho Gonçalves

Destinatários

Professores dos 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico e do Ensino Secundário ( grupos 200 e 300)

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico e do Ensino Secundário ( grupos 200 e 300). Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico e do Ensino Secundário ( grupos 200 e 300).

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Ria Formosa

Enquadramento

Nas Aprendizagens Essenciais e no Perfil dos Alunos, o Domínio Escrita é transversal enquanto elemento de ligação aos outros domínios, mas também como elemento revelador do conjunto de competências a desenvolver no aluno enquanto utilizador da língua. O paradigma de textos de complexidade crescente, associado à escrita em vários géneros, é um conceito fundamental na disciplina de Português. Conduzir o aluno ao domínio da competência de escrita e reescrita do texto, desenvolver estratégias de correção do erro e de enriquecimento linguístico, trabalhando a gramática do texto, permitirá formar falantes/escreventes mais competentes e conscientes do seu poder de comunicação: este é o enquadramento que a presente ação, na modalidade de Círculo de Estudos, pretende implementar. Valorizar a partilha e a inovação entre pares, atualizando práticas pedagógicas e didáticas

Objetivos

• Incentivar o desenvolvimento de procedimentos tendentes à necessidade de adequar as práticas pedagógicas ao desenvolvimento do Domínio de Escrita; • Desenvolver a reflexão sobre a pertinência da escrita enquanto elemento aglutinador de aprendizagens e de atividades nos outros domínios; • Incrementar o processo de escrita e reescrita a partir de “flipped classroom” para levar o aluno a um desenvolvimento consciente das suas competências como escrevente e revisor do seu texto.

Conteúdos

1. O desenvolvimento de procedimentos tendentes à necessidade de adequar as práticas pedagógicas ao desenvolvimento da Escrita:  Contextualização: o A Escrita nos documentos orientadores dos ciclos de ensino; o Perspetivas atuais sobre a aprendizagem da escrita: modelos teóricos; o Escrita: objetivos e géneros; interdisciplinaridade e transdisciplinaridade; 2. A pertinência da Escrita enquanto elemento aglutinador do desenvolvimento de aprendizagens e de atividades nos vários domínios:  Como trabalhar a Escrita para desenvolver outros domínios;  Alguns sites, artigos, webinars, ChatGPT; 3. O conceito de sala de aula invertida e de “estaleiro da escrita”: a. Sugestões para o desenvolvimento de atividades de escrita; b. Criação de estratégias, atividades e materiais orientadores, uso de plataformas; 4. Etapas do processo de escrita e reescrita:  Trabalhar o erro: estratégias;  Pesquisar informação pertinente;  Rever o texto;  Reescrever e aperfeiçoar;  Divulgar.

Avaliação

Participação: (25%) – Nas tarefas de realização presencial conjunta, assiduidade e pontualidade. Produtividade: (60%) – Qualidade dos materiais concretos para intervenção; Aplicabilidade dos mesmos nas práticas/aplicação de novos meios processuais ou técnicos/produção em contexto; - Reflexão crítica/introdução de ajustamentos. Socialização: (15%) – Partilha, cooperação/relacionamento interpessoal e prestação e integração de feedback

Bibliografia

- Barbeiro, Luis Filipe, e Pereira, Luísa Álvares. “O ensino da escrita: a dimensão textual”, Plano Nacional de Leitura.- Barbeiro, Luís. “Da leitura à reescrita: propostas e percursos da pedagogia baseada em géneros”, in Educação e Pesquisa, 2020 (https://www.scielo.br/j/ep/a/trrQDkX63njWqR4SGcYnD9K/?lang=pt).- Fonseca, Fernanda Irene. “A urgência de uma pedagogia de escrita”, Viseu: Universidade Católica Portuguesa”, 1992 (https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/19971).- Jolibert, Josette Jacob. A Escrita como Ponte entre Alunos e Comunidade, Ed. Artmed, 2006Teixeira, Madalena et alii. “Abordagens relevantes para o ensino da escrita – do papel ao digital”, in Revista Interações, nº 19, Instituto Politécnico de Santarém, 2011.


Observações

PASTA - Nº 29-2024 Separador 16

09-02-2024 16.30-19:30 (3:00)h Presencial 21-02-2024 16:30-19.30 (3:00)h Presencial 28-02-2024 16:30-19:30 (3:00)h Presencial 10-04-2024 16:30-19:30 (3:00)h Presencial 03-05-2024 16:30-20:30 (4:00)h Presencial


Ref. 350T1 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-120717/23

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas (25.0 horas presenciais + 25.0 horas de trabalho autónomo)

Início: 07-02-2024

Fim: 16-04-2024

Regime: b-learning

Local: ES Dr. Francisco Fernandes Lopes – Sala A1.04

Formador

Décio Gonçalves Viegas

Destinatários

Professores dos Ensinos Básico, Secundário e Professores de Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Ensinos Básico, Secundário e Professores de Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

O Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores, da Comissão Europeia (DigCompEdu), pretende promover a competência digital (CD) e a inovação na educação. É essencial que os docentes desenvolvam um conjunto de CD, de modo a tirar partido do potencial das tecnologias digitais. Esta ação visa contribuir para desenvolver as competências digitais dos docentes do sistema educativo e formativo nacional (nível 3) e a sua capacidade para implementar estratégias inovadoras de ensino e de aprendizagem. Ambiciona-se criar condições favoráveis a práticas educativas que se revelem promotoras do desenvolvimento de CD dos alunos. Conjuntamente com esta formação, serão submetidas outras duas, articuladas ao nível da progressão dos conteúdos.

Objetivos

Pretende-se desenvolver com os docentes de nível 3 (C1/C2 do DigCompEdu) um conjunto de conhecimentos e de processos que lhes permita potenciar as suas competências digitais na promoção de estratégias e ações inovadoras na comunidade educativa. São objetivos específicos: - formular estratégias pedagógicas inovadoras e promotoras das CD dos docentes e alunos; - capacitar os docentes para a realização de atividades com tecnologias digitais em diferentes modalidades de ensino; - promover o desenvolvimento de ações que contribuam para os Plano de Ação para o Desenvolvimento Digital das suas escolas; - promover e estimular a reflexão, a partilha e a utilização crítica das tecnologias digitais em contexto educativo.

Conteúdos

Os conteúdos da ação surgem, em sentido articulado e incremental, com os conteúdos da formação de nível 1 e 2. - Exploração de documentos de enquadramento das políticas educativas. - Discussão, renovação e inovação na prática profissional. - Reflexão em torno de conceitos relacionados com escolas, professores e alunos digitalmente competentes. - Utilização das tecnologias digitais na colaboração e inovação pedagógica ao serviço da comunidade educativa. - Estratégias e metodologias relacionadas com o desenvolvimento curricular através de ambientes e ferramentas digitais. - Estratégias digitais de caráter científico-pedagógico promotoras do desenvolvimento profissional dos docentes. - Planeamento de atividades didático-pedagógicas promotoras do desenvolvimento da competência digital dos alunos. - Conceção de Planos de Ação para o Desenvolvimento Digital: conceitos, metodologias de desenvolvimento, implementação, monitorização, avaliação.

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.

Bibliografia

Comissão Europeia (2020). Blended learning in school education – guidelines for the start of the academic year 2020/21. Disponível em: https://www.schooleducationgateway.eu/pt/pub/resources/ publications/blended-learning-guidelines.htmComissão Europeia (2018). Plano de Ação para a Educação Digital. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:52018DC0022&from=ENEU Science Hub (2018). Self-reflection tool for digitally capable schools (SELFIE). Disponível em: https://ec.europa.eu/jrc/en/digcomporg/selfie-toolLucas, M., & Moreira, A. (2018). DigCompEdu: Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores. Aveiro: UA Editora.Licht, A.H, Tasiopoulou, E., & Wastiau, P. (2017). Open Book of Educational Innovation. European Schoolnet, Brussels. Disponível em: http://www.eun.org/documents/411753/817341/ Open_book_of_Innovational_Education.pdf


Observações

7/fevereiro 18h00 - 21h00 3 Presencial 21/fevereiro 18h00 - 21h00 3 Presencial 28/fevereiro 18h00 - 21h00 3 Presencial 5/março 18h30 - 21h30 3 online 12/março 18h30 - 21h30 3 online 19/março 18h30 - 21h30 3 online 09/abril 18h30 - 21h30 3 online 16/abril 18h30 - 22h30 4 online

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 07-02-2024 (Quarta-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Presencial
2 21-02-2024 (Quarta-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Presencial

Ref. 364T1 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-122604/24

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 25.0 horas

Início: 07-02-2024

Fim: 27-03-2024

Regime: Presencial

Local: Agrupamento Tomás Cabreira

Formador

Carlos Pedro Sousa Gordinho

Destinatários

Educadores de Infância, Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância, Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

A melhoria e a mudança contínuas têm vindo a assumir um papel de crescente relevo e a ser apontados como uma das chaves para a qualidade das organizações escolares. Os desafios que atualmente as escolas atravessam dá relevância à necessidade de as instituições educativas possuírem documentos estratégicos (Projeto Educativo, Plano Anual de Atividades, Regulamentos e outros) estruturados e interligados para suporte à orientação da ação e da prática dos docentes. Como documentos estratégicos, aqueles precisam de ser repensados e restruturados. A análise diagnóstica, estratégica, cíclica e contínua, está na base desta oficina, pretendendo-se criar um espaço para repensar estratégias de revisão e acompanhamento desses documentos.

Objetivos

• Conhecer os principais documentos de orientação estratégica (DOE) da escola • Desenvolver estratégias de monitorização e acompanhamento da execução dos DOE • Analisar os documentos existentes e reconhecer debilidades e potencialidades dos mesmos • Perspetivar a partilha na construção e reflexão dos DOE • Refletir (e reforçar os conceitos) sobre gestão da mudança • Criar e utilizar ferramentas de diagnóstico (SWOT) • Elaborar propostas que visem dar resposta a problemas concretos de estratégia organizacional, ao nível de: o Conceção de indicadores de medida o Partilha de responsabilidades para execução, monitorização e acompanhamento do PE o Revisão do PE

Conteúdos

A ação será desenvolvida em torno dos seguintes temas: 1. Apresentação do(s) formador(es), dos formandos e suas expectativas e plano de desenvolvimento da ação (2h) 2. Tipologias e conceitos fundamentais de Documentos de Orientação Estratégica (5h) 3. O objetivo do Projeto Educativo (5h) a. Estratégia de construção do documento através da criação de: b. Criação do modelo de documento c. Preparação da monitorização do documento e da articulação com os documentos de comunicação supervenientes ao mesmo nas diversas estruturas da organização escolar (entenda-se Conselho Geral, Conselho Pedagógico, ...) 4. A diagnose como ponto de partida para identificar aspetos relevantes no seio da organização (5h) a. Metodologias de diagnose b. Tipos de diagnose e finalidades das mesmas c. Utilização da diagnose como ponto de partida para a construção de mecanismos de orientação estratégica 5. O compromisso e a comunhão interna com o documento produzido – estratégias e calendarização (5h) a. A criação de momentos de reflexão interna alargada sobre o documento b. O compromisso das estruturas e da comunidade com o documento c. A criação de consensos alargados sobre o documento produzido d. A criação de uma calendarização de discussão e aprovação interna do documento produzido e. Elementos diferenciadores e culturais internos sobre o Projeto Educativo (o que são e como os inserir na produção do documento) 6. Partilha e revisão final do trabalho executado na formação, avaliação e encerramento da ação. (3h)

Avaliação

De acordo com o RJFCP – Decreto-Lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro - e nos termos dos nºs 5 e 6, do artigo 4.º do Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio, valorizando-se uma lógica formativa e de acompanhamento. Assim, a avaliação dos formandos terá incidência: (1) Na participação e no trabalho contínuo realizado ao longo das sessões presenciais; (2) Na componente de trabalho individual, tendo em conta a qualidade dos projetos e materiais produzidos e apresentados em plenário. . A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.

Bibliografia

• Bernardes, C., & Miranda, F. (2004). Portefólio: uma escola de competências (1st ed.). Porto: Porto Editora, Lda.• Costa, J. A. (1992). Gestão escolar: participação, autonomia, projecto educativo da escola (3rd ed.). Cacém: Texto Editora, Lda.• Morgado, J. C., & Pacheco, J. (2002). Construção e avaliação do projecto curricular de escola (1st ed.). Porto: Porto Editora.• Nunes, P., Costa, L., Silva, J., Barbosa, J., Lourenço, H., Fernandes, E., & Azevedo, R. (2011). Projetos educativos: elaboração, monitorização e avaliação (1st ed.). Lisboa: ANQ - Agência Nacional para a Qualificação, I.P.• Santos, Á. A., Bessa, A. R., Pereira, D. S., Mineiro, J. P., Dinis, L. L., & Silveira, T. (2009). Escolas do futuro: 130 boas práticas de escolas portuguesas (1st ed.). Porto: Porto Editora, LDA.


Observações

7/02/2024 – 14.30 – 18.30h 4 horas Presencial 21/02/2024 – 14.30 – 18.30h 4 horas Presencial 28/02/2024 – 14.30 – 18.30h 4 horas Presencial 13/03/2024 – 14.30 - 18.30h 4 horas Presencial 20/03/2024 – 14.30 – 18.30h 4 horas Presencial 27/03/2024 – 14.30 – 16.30h 2 horas Presencial 10/04/2024 - 14.30 - 17.30 3horas Presencial

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 07-02-2024 (Quarta-feira) 14:30 - 17:30 3:00 Presencial
2 21-02-2024 (Quarta-feira) 14:30 - 18:30 4:00 Presencial

Ref. 313T2 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-120718/23

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas (25.0 horas presenciais + 25.0 horas de trabalho autónomo)

Início: 06-02-2024

Fim: 23-04-2024

Regime: b-learning

Local: ES João de Deus-Presenciais, sala 107

Formador

Maria João de Magalhães Seruca de Oliveira

Destinatários

Professores dos Ensinos Básico, Secundário e Professores de Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Ensinos Básico, Secundário e Professores de Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

O Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores, da Comissão Europeia (DigCompEdu), pretende promover a competência digital (CD) e a inovação na educação. É essencial que os docentes desenvolvam um conjunto de CD, de modo a tirar partido do potencial das tecnologias digitais. Esta ação visa contribuir para desenvolver as CD dos docentes do sistema educativo e formativo nacional (nível 2) e a sua capacidade para implementar estratégias inovadoras de ensino e de aprendizagem. Ambiciona-se criar condições favoráveis a práticas educativas que se revelem promotoras do desenvolvimento de competências digitais dos alunos.

Objetivos

Esta ação de formação pretende desenvolver com os docentes de nível 2 (B1/B2 do DigCompEdu) um conjunto de conhecimentos e estratégias que lhes permita desenvolver CD do nível seguinte (C1/C2 do DigCompEdu). São objetivos específicos: - promover o desenvolvimento, aprofundamento e densificação das CD dos docentes, tendo em vista as 6 áreas do referencial DigCompEdu; - capacitar os docentes para a realização de atividades com tecnologias digitais em diferentes modalidades de ensino; - capacitar os docentes para a implementação de atividades que promovam a aprendizagem e o desenvolvimento das CD dos alunos; - estimular a reflexão, partilha e utilização crítica das tecnologias em contexto educativo.

Conteúdos

- Documentos de enquadramento das políticas educativas. - Envolvimento profissional: Discussão, renovação e inovação na prática profissional. Processos de liderança na era digital. - Recursos Educativos Digitais (RED): Utilização de estratégias e RED avançados de forma abrangente. Promoção da utilização de RED de forma colaborativa. - Ensino e Aprendizagem: Renovação da prática de ensino de forma estratégica e intencional. Inovação no processo de ensino e de aprendizagem em diferentes modalidades de ensino. - Avaliação das aprendizagens: Reflexão crítica sobre estratégias de avaliação digital. Inovação na avaliação das aprendizagens com recursos a soluções digitais. - CD dos Alunos: Promoção da CD dos alunos de forma abrangente e crítica. Inovação no envolvimento dos alunos utilizando formatos inovadores para promover a sua CD. - Planeamento da formação e aprendizagem ao longo da vida.

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.

Bibliografia

Comissão Europeia (2020). Blended learning in school education – guidelines for the start of the academic year 2020/21. Disponível em: https://www.schooleducationgateway.eu/pt/pub/resources/ publications/blended-learning-guidelines.htmComissão Europeia (2018). Plano de Ação para a Educação Digital. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:52018DC0022&from=ENLucas, M., & Moreira, A. (2018). DigCompEdu: Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores. Aveiro: UA EditoraLicht, A.H, Tasiopoulou, E., & Wastiau, P. (2017). Open Book of Educational Innovation. European Schoolnet, Brussels. Disponível em: http://www.eun.org/documents/411753/817341/ Open_book_of_Innovational_Education.pdfMinistério da Educação (2017). Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, Lisboa: ME


Observações

PASTA - Nº 28 - Separador 14

1 06/02/2023 17.00/19.00h Presencial (2 horas) - AEJD 2 20/02/2023 17.00/19.00h Presencial (2 horas) - AEJD 3 27/02/2023 17.00/19.00h Presencial (2 horas) - AEJD 4 05/03/2023 17.00/19.00h Presencial (2 horas) - AEJD 5 12/03/2023 17.00/20.00h Online (3 horas) 6 19/03/2023 17.00/20.00h Online (3 horas) 7 26/03/2023 (a confirmer) 17.00/20.00h Online (3 horas) 8 09/04/2023 17.00/20.00h Online (3 horas) 9 16/04/2023 17.00/20.00h Online (3 horas) 10 23/04/2023 17.00/20.00h Online (2 horas)


Ref. 312T2 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-120920/23

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas (25.0 horas presenciais + 25.0 horas de trabalho autónomo)

Início: 05-02-2024

Fim: 16-04-2024

Regime: Presencial

Local: TOMAS CABRTEIRA, sala 124 (1º dia) sala 125( restantes)

Formador

Fernanda Filipe Rebelo Silva

Destinatários

Professores dos Ensinos Básico e Secundário, Professores de Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Ensinos Básico e Secundário, Professores de Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Ria Formosa

Enquadramento

O Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores da Comissão Europeia (doravante DigCompEdu), pretende promover a competência digital (CD) e a inovação na educação. É essencial que os docentes desenvolvam um conjunto de CD, de modo a tirar partido do potencial das tecnologias digitais. Esta ação visa contribuir para desenvolver as CD dos docentes do sistema educativo e formativo nacional (nível 1) e a sua capacidade para implementar estratégias inovadoras de ensino e de aprendizagem. Ambiciona-se, assim, criar condições favoráveis a práticas educativas que se revelem promotoras do desenvolvimento de CD dos alunos. Conjuntamente com esta formação, serão submetidas outras duas, articuladas ao nível da progressão dos conteúdos.

Objetivos

Esta ação de formação pretende desenvolver com os docentes de nível 1 (A1/A2 do DigCompEdu) um conjunto de conhecimentos e estratégias que lhes permita desenvolver CD do nível seguinte (B1/B2 do DigCompEdu). São objetivos específicos: - promover o desenvolvimento das CD dos docentes, tendo em vista as 6 áreas do referencial DigCompEdu; - capacitar os docentes para a realização de atividades com tecnologias digitais em diferentes modalidades de ensino; - capacitar os docentes na utilização significativa de ambientes e ferramentas digitais e definição de estratégias diversificadas de integração destes em contexto educativo; - capacitar os docentes para a implementação de atividades promotoras da aprendizagem e o desenvolvimento das CD dos alunos.

Conteúdos

1. Documentos enquadradores das políticas educativas atuais associados ao Plano nacional de Transição Digital. 2. Envolvimento profissional: Exploração de opções digitais para colaboração e comunicação institucional e melhoria da prática profissional. 3. Recursos Digitais: Exploração, seleção e adequação de RED ao contexto de aprendizagem. Utilização de RED interativos. 4. Ensino e Aprendizagem: Exploração de estratégias de ensino e de aprendizagem digital. Integração significativa de RED na melhoria de atividades de ensino e aprendizagem. 5. Avaliação das aprendizagens: Exploração de estratégias de avaliação digital. Melhoria das abordagens de avaliação através de soluções digitais. 6. CD dos Alunos: Exploração de estratégias de promoção e uso pedagógico de tecnologias digitais. Utilização de ferramentas e estratégias para suporte ao desenho e implementação de atividades de promoção da CD dos alunos. 7. Planificação de atividades com tecnologias digitais em diferentes modalidades de ensino.

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.

Bibliografia

Comissão Europeia (2020). Blended learning in school education – guidelines for the start of the academic year 2020/21. Disponível em: https://www.schooleducationgateway.eu/pt/pub/resources/ publications/blended-learning-guidelines.htmComissão Europeia (2018). Plano de Ação para a Educação Digital. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:52018DC0022&from=ENLucas, M., & Moreira, A. (2018). DigCompEdu: Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores. Aveiro: UA Editora.Licht, A.H, Tasiopoulou, E., & Wastiau, P. (2017). Open Book of Educational Innovation. European Schoolnet, Brussels. Disponível em: http://www.eun.org/documents/411753/817341/ Open_book_of_Innovational_Education.pdfMinistério da Educação (2017). Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, Lisboa: ME


Observações

PASTA - Nº 28-2023 Separador 13 T1 PASTA - Nº 29-2024 Separador 3 T2

5-02-2024 – das 16h às 19h 3 Presencial 2 20-02-2024 – das 16h às 19h 3 Presencial 3 27-02-2024 – das 16h às 19h 3 Presencial 4 5-03-2024 – das 16h às 19h 3 Presencial 5 12-03-2024 – das 16h às 19h 3 Presencial 6 26-03-2024 – das 16h às 19h 3 Presencial 7 9-04-2024 – das 16h às 19:30h 3:30 Presencial 8 16-04-2024 – das 16h às 19:30h 3:30 Presencial

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 05-02-2024 (Segunda-feira) 16:00 - 19:00 3:00 Presencial
2 20-02-2024 (Terça-feira) 16:00 - 19:00 3:00 Presencial

Ref. 339T1 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-120676/23

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas (25.0 horas presenciais + 25.0 horas de trabalho autónomo)

Início: 30-01-2024

Fim: 14-03-2024

Regime: Presencial

Local: Escola Joaquim de Magalhães, salaT4

Formador

Arlindo Pereira Martins

Destinatários

Professores dos Grupos 520, 530, 540, 550 e 600

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Grupos 520, 530, 540, 550 e 600. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Grupos 520, 530, 540, 550 e 600.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

A impressão 3d por filamento é um desenvolvimento tecnológico relativamente recente em que um modelo tridimensional criado em computador é produzido por deposição de sucessivas camadas de material usando uma impressora 3d. Esta tecnologia é geralmente mais rápida, poderosa e fácil de usar do que outras tecnologias de fabricação aditiva (ex. fusão a laser, fundição a vácuo ou injeção de molde). No início da pandemia esta tecnologia mostrou todas as suas potencialidades com a execução de vários produtos fundamentais, esgotados no mercado, para que os profissionais de saúde pudessem desempenhar as suas tarefas de forma eficaz e em segurança. Esta formação vai ao encontro das estratégias para a Cidadania e Desenvolvimento, inclusão e gestão dos domínios da autonomia curricular com forte aplicabilidade nas componentes experimentais dos programas das áreas de matemática, ciências, engenharias e tecnologias. Permitirá aos professores ensinar aos alunos uma nova abordagem de desenvolvimento de produtos, a possibilidade de produzir de raiz ou reproduzir componentes e moldes de produtos, assim como testar materiais com diferentes propriedades físicas e mecânicas. Para as provas de aptidão profissional (PAP), esta tecnologia será uma ferramenta muito útil e versátil. No mercado de trabalho, a impressão 3D tornou-se financeiramente acessível a PMEs, permitindo a prototipagem nas próprias empresas, por profissionais especializados onde os nossos alunos serão fundamentais.

Objetivos

Esta ação tem como objetivo que cada formando possa aprofundar conhecimentos da área da impressão 3d. Em suma, pretende-se: • Debater no plano teórico aspetos relacionados com impressão 3d; • Pesquisar, descarregar e imprimir ficheiros de projetos 3d; • Elaborar de raiz pequenos modelos 3d usando software livre e atividades multidisciplinares preparadas para desenvolver em ambiente da sala de aula; • Capacitar os formandos com conhecimentos de: i) desenho 3d básicos; ii) análise do modelo a imprimir em 3d; iii) configurar parâmetros de impressão e iv) análise da qualidade final do modelo. • Envolver os participantes na definição de procedimentos de ação e na produção de materiais de intervenção adequados aos seus diferentes contextos de trabalho; • Aplicar, nos contextos pedagógico-didáticos, os materiais e exercícios produzidos; • Promover o desenvolvimento do verdadeiro espírito “maker” e transmiti-lo aos alunos. • Refletir sobre as práticas educativas desenvolvidas e os resultados obtidos.

Conteúdos

Módulo I – Introdução à impressão 3d. (3h) Introdução à impressão 3d, partindo dos vários tipos de impressão 3d, referindo as vantagens e desvantagens de cada uma e terminando na impressão por filamento (FDM). Serão exploradas estratégias que permitam a utilização das tecnologias relacionadas com projetos individuais ou em grupo que podem ser realizados na sala de aula e que requerem conhecimentos específicos de desenho e de software. Processos de manufatura aditiva; Tipos de impressoras 3D: aberta e fechada; Tipos de filamentos para impressão 3D: PLA, ABS, PET, Nylon e fibra de carbono; Softwares 3d: Fusion 360; 123d design; Thinkercad. Softwares de fatiamento 3d; Módulo II – Impressão de modelos 3d já criados. (5h) Pesquisa na plataforma Thingiverse de pequenos projetos. Descarregar ficheiros .STL. Conversão de ficheiros .STL em ficheiros .GCODE. Parâmetros básicos de impressão 3d. Impressão dos modelos descarregados. Módulo III – Desenho 3d. (10h) Software Thinkercad: criar contas e visualização do ambiente de trabalho. Elaboração de um Sketch e desenhar pontos, curvas, segmentos de reta, circunferências, curvas e polígonos; Comandos copy, move, offset, rotate, mirror; Criação de sólidos a partir de sólidos elementares como, cubos, esferas, cones, etc. Criação de sólidos de extrusão, rotação, furos, perfis e demais peças simples; Exportação de um ficheiro .STL. Módulo IV - Parâmetros de impressão 3d. (2h) Como importar o arquivo .STL para o software CURA; Configuração de parâmetros de impressão: diâmetro do filamento, temperatura do bico de impressão e da mesa de impressão, distâncias máximas de impressão, espessura da camada e velocidade máxima de impressão; velocidade das ventoinhas. Criação de ficheiro . GCODE. Importância da primeira camada. Nivelação da mesa de impressão. Módulo V - Apresentação de trabalhos e avaliação da ação. (5h) Análise da qualidade da peça imprimida e alteração de parâmetros para melhoria da qualidade. Troca de experiências na impressão 3d. Avaliação da ação.

Avaliação

A avaliação será contínua e formativa. A classificação final a atribuir aos formandos resultará dos seguintes parâmetros e critérios de classificação: 1. participação (20%); 2. avaliação das tarefas desenvolvidas durante as sessões (40%); 3. construção de modelos 3d para impressão em sala (20%); 4. qualidade final dos modelos e peças 3d produzidas (20%). Os trabalhos serão submetidos pelos formandos, na disciplina criada na plataforma Moodle do centro de formação. No final, os trabalhos serão reunidos em suporte digital, que será incluído no dossiêr da Oficina de Formação. Os formandos serão classificados numa escala de 1 a 10 valores: insuficiente (1 a 4,9 valores), regular (5 a 6,4 valores), bom (6,5 a 7,9 valores), muito bom (8 a 8,9 valores), excelente (9 a 10 valores). A avaliação dos formandos basear-se-á na análise, quantitativa e qualitativa, da participação nas sessões, das tarefas diversas realizadas ao longo das mesmas e dos trabalhos realizados no decurso da ação.

Bibliografia

Toysinbox 3D Printing (2018). 3D Modeling with Tinkercad for 3D Printing (3D printing service includedKelly J. (2014). 3D Modeling and Printing With Tinkercad: Create and Print Your Own 3D ModelsManual de Software ThinkercadManual de Software Cura


Observações

PASTA - Nº 29-2024 Separador 13

30/01/2024 - (18h30-22h30) 01/02/2024 - (18h30-21h30) 08/02/2024 - (18h30-21h30) 15/02/2024 - (18h30-21h30) 22/02/2024 - (18h30-21h30) 29/02/2024- (18h30-21h30) 07/03/2024 - (18h30-21h30) 14/03/2024 - (18h30-21h30)

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 30-01-2024 (Terça-feira) 18:30 - 22:30 4:00 Presencial
2 01-02-2024 (Quinta-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
3 08-02-2024 (Quinta-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
4 15-02-2024 (Quinta-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
5 22-02-2024 (Quinta-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
6 29-02-2024 (Quinta-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
7 07-03-2024 (Quinta-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
8 14-03-2024 (Quinta-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial

Ref. 331T1 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-121461/23

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas (25.0 horas presenciais + 25.0 horas de trabalho autónomo)

Início: 29-01-2024

Fim: 22-04-2024

Regime: Presencial

Local: Agrupamento de Escolas Dr Joaquim Magalhães

Formador

Carla Carmo Correia Limpo de Assis

Destinatários

Professores do grupo 110

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do grupo 110. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do grupo 110.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

O desenvolvimento de competências dos alunos relativamente ao raciocínio lógico e ao pensamento computacional é de extrema importância. A iniciação à programação, torna-se crucial para permitir que jovens adquiriram essas competências e conhecimentos. Como este tema começa a ser trabalhado no 1º ciclo, há que explorar dinâmicas e potencialidades das aplicações e dos robôs em ambientes de aprendizagem participativos e colaborativos. As aplicações e interfaces que permitem a programação por blocos, como o Scratch, UBBO, microbit, entre outras, facilitaram o acesso a esta metodologia de promoção do Pensamento Computacional. Existem múltiplas variantes para fins específicos, de acesso gratuito, que facilitam a sua utilização em diversos contextos de ensino e aprendizagem e às diferentes disciplinas do currículo ou em abordagem interdisciplinares, assim proporcionamos aos nossos docentes a possibilidade de aprofundar conhecimentos e partilhar práticas

Objetivos

Desenvolver o raciocínio lógico Aprofundar conhecimentos em linguagens de programação Conhecer diversas ferramentas que podem ser utilizadas em ambientes educativos Planear atividades Programar ações Utilizar as funcionalidades das aplicações Partilhar projetos

Conteúdos

Introdução à Programação – 3 horas Programar sem computador – 3 horas Exploração de ambientes de programação por blocos – 8 horas Planeamento projeto interativo – 3 horas Introdução à Robótica – 2 horas Iniciação à Programação de robôs – 2 horas Testes de movimento/atuação do Robô – 4 horas

Avaliação

Para além do cumprimento das determinações legais, a avaliação dos formandos será formalizada numa escala de 1 a 10 valores de acordo com as cartas circulares 3/2007 e 1/2008 do CCPFC. A avaliação dos formandos centra-se em duas dimensões. A primeira relaciona-se com o percurso e o trabalho dos formandos ao longo do curso de formação, sendo considerado o nível de participação nas sessões e a realização das atividades propostas. A segunda pressupõe a elaboração de um trabalho individual A aprovação no curso dependerá da obtenção de classificação igual ou superior a 5 valores e da frequência mínima de 2/3 do total de horas conjuntas da ação

Bibliografia

https://happy.com.br/blog/para-que-serve-programacao-e-robotica-entendaaqui/https://www.dge.mec.pt/noticias/programacao-e-robotica-no-ensino-basicohttps://www.dge.mec.pt/sites/default/files/ERTE/origramacao_robotica/probotica_- _linhas_orientadoras_2017.pdfhttps://www.youtube.com/watch?v=Hcqq7__gtUIhttps://ubbu.io/pt - https://scratch.mit.edu/ - Massachusetts Institute of Technology, National Science Foundation, Siegel Family Endowment e LEGO Foundation. https://microbit.org/pt-pt/code/ - Micro:bit Educational Foundation Plano de Ac a o para a Transic a o Digital. Retirado de: https://www.portugal.gov.pt/gc22/portugal-digital/plano-de-acao-para-atransicao- digital-pdf.aspx Consultado em 01 de junho de 2023


Observações

PASTA - Nº 29-2024 Separador 11

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 29-01-2024 (Segunda-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
2 05-02-2024 (Segunda-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
3 26-02-2024 (Segunda-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
4 04-03-2024 (Segunda-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
5 11-03-2024 (Segunda-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
6 18-03-2024 (Segunda-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
7 15-04-2024 (Segunda-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
8 22-04-2024 (Segunda-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial

Ref. 357T1 A decorrer

Registo de acreditação: Registo 357 CD nº39 05.02.2014

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 5.0 horas

Início: 24-01-2024

Fim: 22-05-2024

Regime: e-learning

Local: Zoom - 24/01;21/02;13/03;17/04;22/05

Formador

Maria Cristina Barcoso Lourenço

Carlos Alexandre Francisco Rodrigues

Destinatários

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Certificado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Ria Formosa

Enquadramento

No âmbito das aprendizagens ativas, e dando seguimento à atividade Hora Digital iniciada em 2021, alguns docentes e alunos irão, ao longo do ano, partilhar o seu uso de aplicações e plataformas, com vista ao desenvolvimento de conhecimentos e competências digitais dos professores do Agrupamento de Escolas Tomás Cabreira.

Conteúdos

24/01/2024 – Inteligência Artificial na Educação – Valter Miguel 21/02/2024 – Expressia – Comunicação Alternativa – Paula Firmino, Judite Marques, Paula Ribeirinho 13/03/2024 – Uma APP em 60 minutos – Carlos Rodrigues 17/04/2024 – Canva – Mariana Duarte, Valentina Marinho 22/05/2024 – Thinglink – Natália Caboz


Observações

Pasta 31 ACD Separador 9


Ref. 327T1 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-121239/23

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas (25.0 horas presenciais + 25.0 horas de trabalho autónomo)

Início: 13-01-2024

Fim: 04-05-2024

Regime: Presencial

Local: Escola Secundária João de Deus

Formador

Luís João de Oliveira Pica

Destinatários

Professores de dos Grupos 260 e 620

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores de dos Grupos 260 e 620. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores de dos Grupos 260 e 620.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

Necessidade de atualizar conhecimentos e desenvolver competências, ao nível destas matérias específicas dentro da subárea da Atividades Rítmicas Expressivas - As Danças Sociais e as Danças Tradicionais, que permitam ao professor continuar a responder aos desafios preconizados nas Aprendizagens Essenciais em Educação Física - Nível Introdução e Elementar.

Objetivos

- Preparar os professores para continuar a responder às exigências das Aprendizagens Essenciais em Educação Física; - Proporcionar conhecimentos teóricos, vivências de elementos técnicos (passos) das Danças Sociais e das Danças Tradicionais, bem como as progressões pedagógicas para os alcançar, tendo como finalidade a sensibilização dos alunos, nas aulas de Educação Física, para as Atividades Rítmicas Expressivas; - Discutir estratégias de implementação, planeamento e avaliação das Danças Sociais e das Danças Tradicionais em diferentes contextos escolares e perante realidades escolares, etárias e socioeconómicas distintas.

Conteúdos

* As Danças Sociais em contexto escolar: Danças Modernas, Standart ou Clássicas e as Danças Latino-Americanas (história, passos básicos, posições, pegas, alinhamentos, postura, ritmo); - Danças Modernas: Valsa Lenta, Foxtrot Social, Tango; - Danças Latino-Americanas: Cha-Cha-Cha, Rumba Quadrada, Rock; - Danças de Novidade: Merengue, Salsa; * Danças Tradicionais Portuguesas – Nível Introdução: - Regadinho, Sariquité e Erva Cidreira; - Danças Tradicionais Portuguesas – Nível Elementar: - Vai de Roda Siga a Roda, Malhão Minhoto e Tacão e Bico.

Avaliação

a avaliação dos formandos será efetuada em regime de continuidade do desempenho dos mesmos, incidindo na participação e trabalho produzido nas sessões presenciais e nas horas de trabalho autónomo. - A avaliação final da formação expressa-se de acordo com a escala quantitativa de 1 a 10 valores, acompanhada uma menção qualitativa (Insuficiente; Regular, Bom, Muito Bom e Excelente), tal como consta no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio. - Parâmetros avaliáveis: processo de formação 25%; produto de formação 60%; reflexão final 15%.

Bibliografia

- Currículo do Ensino Básico e do Ensino Secundário para a construção de Aprendizagens Essenciais baseadas no perfil dos alunos – Educação Física – Anexo III- Fernandes, M. (1991). A estrutura rítmica na dança popular portuguesa – ensaio de descrição e hierarquização segundo critérios de acentuação e duração. Tese de Mestrado, U.T.L. – F.M.H.- Fernandes, M. (1991). Sistematização da Dança Tradicional Portuguesa – classificação das variáveis coreográficas. Tese de Doutoramento, U.T.L. –F.M.H.- Danças de Salão na Escola – Proposta para a sua Abordagem; Sérgio Pereira e São Rosado; 1994;- As Danças de Salão – Método de Aprendizagem; Walter Laird; 1994;


Observações

PASTA - Nº 29-2024 Separador 10

- 13 janeiro / 3 fevereiro / 2 março / 13 abril / 4 maio - das 11.00 / 13.00 e das 15.00 às 18.00 horas (5h)

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 13-01-2024 (Sábado) 11:00 - 13:00 2:00 Presencial
2 13-01-2024 (Sábado) 15:00 - 18:00 3:00 Presencial
3 03-02-2024 (Sábado) 11:00 - 13:00 2:00 Presencial
4 03-02-2024 (Sábado) 15:00 - 18:00 3:00 Presencial
5 02-03-2024 (Sábado) 11:00 - 13:00 2:00 Presencial
6 02-03-2024 (Sábado) 15:00 - 18:00 3:00 Presencial
7 13-04-2024 (Sábado) 11:00 - 13:00 2:00 Presencial
8 13-04-2024 (Sábado) 15:00 - 18:00 3:00 Presencial
9 04-05-2024 (Sábado) 11:00 - 13:00 2:00 Presencial
10 04-05-2024 (Sábado) 15:00 - 18:00 3:00 Presencial

Ref. 316T1 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-120524/23

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 20.0 horas

Início: 12-01-2024

Fim: 01-03-2024

Regime: b-learning

Local: Presencial (17.30 -19.30) sala 11- Escola Sto António, Faro

Formador

Joaquim Segura

Destinatários

Professores dos grupos 200, 210, 220, 300

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos grupos 200, 210, 220, 300. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos grupos 200, 210, 220, 300.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

“Portugal, país tradicionalmente de emigração, tem vindo a acolher, desde os anos 90, um número crescente de novos imigrantes. Neste quadro, o fenómeno migratório assume novos contornos para a sociedade portuguesa. (…)A escola e os professores confrontam-se com a responsabilidade de acolher essa diversidade e de para ela preparar os cidadãos, reconhecendo o direito à identidade linguística e cultural. “ Cf. Orientações Programáticas de Português Língua Não Materna (PLNM) - Ensino Secundário Do estudo Avaliação de impacto e medidas prospetivas para a oferta do Português Língua Não Materna (PLNM) no Sistema Educativo Português salientam-se as lacunas na formação dos docentes no que concerne ao ensino do Português como Língua Não Materna.

Objetivos

Pretende-se : - Identificar e interpretar o suporte legislativo - Aprofundar as especificidades do trabalho no âmbito do PLNM; - Analisar instrumentos curriculares, orientações metodológicas e recursos pedagógicos; - Problematizar estratégias de trabalho relativas aos diferentes domínios curriculares; - Refletir sobre avaliação em PLNM

Conteúdos

1. Enquadramento do trabalho no âmbito do PLNM (conceitos; suporte legal; documentos de referência; procedimentos essenciais; orientações estratégicas; a articulação entre o PLNM e as restantes áreas curriculares). 2. A dimensão sociocultural e dialógica da produção oral e escrita (ambientes promotores da aprendizagem da linguagem oral e escrita; dispositivos que contribuem para favorecer, acelerar e regular a produção da linguagem oral e escrita; conceções e estatuto da gramática nas aulas de língua; o papel do professor no desenvolvimento da linguagem oral e escrita dos alunos). 3. Práticas pedagógicas promotoras do desenvolvimento da linguagem oral e escrita (problematização/desenho de cenários pedagógicos; análise/produção de recursos pedagógicos; estratégias e processos de produção interativa na sala de aula e em redes de extensão comunicativa; a construção de produtos culturais no âmbito de projetos; a função epistémica do trabalho de revisão cooperada de textos). 4. Perspetivas sobre a avaliação em PLNM (a avaliação da proficiência linguística; dinâmicas e instrumentos de (auto)regulação das aprendizagens; o papel da apreciação dos discursos e da revisão no desenvolvimento das competências de comunicação).

Metodologias

O Curso de 20h foi concebido para ser desenvolvido a distância, através de sessões on line , com recuso a uma plataforma e-learning, disponibilizada pelo Centro e Formação. As sessões serão síncronas (12h,sendo 2h presenciais) e assíncronas (8h). Os formandos terão acesso a materiais (ex: casos práticos, vídeos…) e poderão formular perguntas ao formador com respetivo feedback na plataforma

Avaliação

Participação e envolvimento nas tarefas propostas. • Elaboração e qualidade linguística da reflexão crítica individual sobre a ação e sobre o próprio desenvolvimento profissional e pessoal. • Relevância dos contributos das atividades realizadas nos projetos educativos de escola, previsivelmente refletidos nos trabalhos de turma.

Bibliografia

Conselho da Europa 2001 Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas – Aprendizagem, Ensino, Avaliação. Porto, Edições AsaLEIRIA. I ( coord) 2008. Orientações Programáticas de Português Língua Não Materna (PLNM) Ensino Secundário Formação Geral Cursos Científico-Humanísticos, Lisboa : DGIDCLEIRIA, I. 2006 Léxico, aquisição e ensino do português europeu língua não materna, Lisboa, Fundação para a Ciência e Tecnologia – Fundação Calouste Gulbenkian (FCT – FCG).MADEIRA.A, et al, Estudo de Avaliação de impacto e medidas prospetivas para a oferta do Português Língua Não Materna (PLNM) no Sistema Educativo Português


Observações

PASTA - Nº 29-2024 Separador 7

SESSÃO 1 12/01/2024 Presencial 2h00 SESSÃO 2 Assíncrona 1h30 SESSÃO 3 17/01/2024 Síncrona 2h00 SESSÃO 4 Assíncrona 1h30 SESSÃO 5 24/01/2024 Síncrona 2h00 SESSÃO 6 Assíncrona 2h30 SESSÃO 7 07/02/2024 Síncrona 2h00 SESSÃO 8 Assíncrona 2h30 SESSÃO 9 21/02/2024 Síncrona 2h00 SESSÃO 10 01/03/2024 Presencial 2h00

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 12-01-2024 (Sexta-feira) 17:30 - 19:30 2:00 Presencial

Ref. 297T2 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-120330/23

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 25.0 horas (12.5 horas presenciais + 12.5 horas de trabalho autónomo)

Início: 09-01-2024

Fim: 12-03-2024

Regime: Presencial

Local: Escola do Areal Gordo Das 17.00 as 19.30

Formador

Fátima Marques Candeias

Susana Marina Francisco Gonçalves Ferreira

Destinatários

Educadores de Infância (Grupo 100)

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância (Grupo 100). Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância (Grupo 100).

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

Propõe-se pensar a planificação e avaliação, na educação pré-escolar, tendo em consideração o preâmbulo das Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar: “Todo o sistema educativo tem a aprender com a educação pré-escolar. Este é o nível educativo em que o currículo se desenvolve com articulação plena das aprendizagens, em que os espaços são geridos de forma flexível, em que as crianças são chamadas a participar ativamente na planificação das suas aprendizagens, em que o método de projeto e outras metodologias ativas são usados rotineiramente, em que se pode circular no espaço de aprendizagem livremente. Hoje, quando discutimos os restantes níveis educativos, conversamos sobre a necessidade de inovar nas metodologias de ensino, de promover a criação de salas de aula inovadoras, com espaços em que os alunos se possam sentar no chão ou circular livremente, do potencial de aproveitamento do dia-a-dia dos alunos para integração plena nas aprendizagens. Falamos sobre a diversificação de instrumentos de avaliação, da possibilidade de avaliar progresso por observação, da possibilidade de se progredir e avaliar sem recurso à retenção. Há uma tendência a esquecermo-nos de olhar para a educação pré-escolar e de constatar que muito do que hoje se procura já existe neste contexto.” De acordo com o citado, é evidente a pertinência e importância desta ação no percurso profissional dos docentes.

Objetivos

Pretende-se uma análise e interpretação da brochura do Ministério da Educação “Planear e Avaliar na Educação Pré-escolar”, e a sua implicação nas práticas educativas

Conteúdos

Avaliação no contexto da Educação Pré-escolar e a sua inter-relação com o desenvolvimento do currículo e da aprendizagem; Fundamentos das OCEPE e as suas implicações no planeamento e na avaliação; Projeto Curricular de Grupo (planear e avaliar); O planeamento e avaliação como processo participativo; A comunicação da avaliação no âmbito da comunidade educativa.

Avaliação

Para além do cumprimento das determinações legais, a avaliação dos formandos será formalizada numa escala de 1 a 10 valores de acordo com as cartas circulares 3/2007 e 1/2008 do CCPFC. A aprovação na oficina dependerá da obtenção de classificação igual ou superior a 5 valores e da frequência mínima de 2/3 do total de horas conjuntas. - Participação cooperativa nas sessões; - Questionário aos formandos; - Relatório com evidências da intervenção educativa

Bibliografia

Lopes da Silva, I. (2017). Projetos de aprendizagem: algumas perguntas frequentes. In Cadernos de Educação de Infância, 112, 34-42.Lopes da Silva, I., & Núcleo de Educação Pré-Escolar (1997). Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar. Lisboa: Ministério da Educação, Departamento de Educação Básica, Núcleo de Educação Pré-Escolar.Lopes da Silva, I., Marques, L., Mata, L., & Rosa, M. (2016). Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar. Lisboa: Ministério da Educação, Direção Geral da Educação.Cardona, M. J. (2007). A avaliação na educação de infância: as paredes das salas também falam! Exemplo de alguns instrumentos de apoio. Cadernos de Educação de infância, 81, 10-16.Cardona (coord). Planear e Avaliar na educação pré-escolar. Lisboa: Ministério da Educação, Direção Geral da Educação.


Observações

PASTA - Nº 28-2023 Separador 16 T1 PASTA - Nº 29-2024 Separador 1 T2


Ref. 325T1 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-120973/23

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 25.0 horas (12.5 horas presenciais + 12.5 horas de trabalho autónomo)

Início: 08-01-2024

Fim: 08-04-2024

Regime: Presencial

Local: Escola Neves Júnior

Formador

Nuno Miguel de Barros Marques de Sousa Magalhães

João Miguel Sousa da Silva

Destinatários

Professores dos grupos 230 e 520

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos grupos 230 e 520. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos grupos 230 e 520.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

Uma das prioridades essenciais no desenvolvimento dos alunos é a chamada literacia do Oceano. Esta área do conhecimento é vasta, mas o domínio da biologia, particularmente da ecologia dos sistemas costeiros é uma ferramenta essencial para a compreensão da importância da preservação do oceano. Importa por isso capacitar os docentes para poder trabalhar a literacia do Oceano com os alunos, ao nível da biologia e ecologia dos ecossistemas costeiros. As Ciências Naturais, nomeadamente a Biologia e a Ecologia são áreas privilegiadas em que os docentes podem trabalhar esta vertente do conhecimento, em colaboração com outras disciplinas nos restantes ciclos de ensino. Esta ação tem como objetivos ampliar os conhecimentos dos docentes na área da ecologia, conferindo um conhecimento aprofundado sobre as pradarias de ervas-marinhas da Ria Formosa, a sua importância na manutenção da biodiversidade, controlo da erosão costeira, recursos pesqueiros e fixação do carbono atmosférico.

Objetivos

Com esta acção pretende-se desenvolver nos formandos: 1. competências a nível do trabalho de campo, nomeadamente na dinâmica da Ria Formosa, na identificação das espécies de ervas-marinhas aí existentes e no conhecimento da biodiversidade que lhes está associada; 2. consolidar os conhecimentos dos serviços dos ecossistemas que as pradarias de ervas- marinhas fornecem; 3. competências para a integração curricular de actividades de natureza prática e experimental; 4. aumento do conhecimento pedagógico relacionado com o uso de actividades experimentais; 5. capacidade de desenvolver nos alunos algumas ferramentas no âmbito da monitorização e preservação dos ecossistemas costeiros e pradarias de ervas-marinhas; 6. apreço pela utilização deste tipo de actividades de modo corrente no seu ensino.

Conteúdos

1. Dinâmica do sistema lagunar Ria Formosa, a sua evolução ao longo do tempo. 2. Conhecimento dos vários tipos de ecossistemas existentes na Ria e da zonação litoral nesta área. 3. Conhecimento dos principais grupos de organismos marinhos existentes na Ria Formosa. 4. Formas simples de identificação e classificação de seres vivos marinhos. 5. Serviços dos ecossistemas prestados pelas pradarias de ervas-marinhas: Suporte, produção, regulação e culturais. 6. Trabalho de campo, em zonas costeiras, e eventualmente em saída de barco, para observar in situ a dinâmica da Ria Formosa e as suas pradarias de ervas-marinhas. 7. Planificação de actividades de campo e em sala de aula com os alunos, replicando os conhecimentos adquiridos na acção.

Avaliação

Para além do cumprimento das determinações legais, a avaliação dos formandos será formalizada numa escala de 1 a 10 valores de acordo com as cartas circulares 3/2007 e 1/2008 do CCPFC. A avaliação dos formandos centra-se em duas dimensões. A primeira relaciona-se com o percurso e o trabalho dos formandos ao longo do curso de formação, sendo considerado o nível de participação nas sessões e a realização das actividades propostas. A segunda pressupõe a elaboração de um trabalho individual em que os formandos, partindo das reflexões, perspectivas inerentes à execução das actividades práticas desenvolvidas nas sessões presenciais conjuntas. Nessa conformidade, o regime de avaliação dos formandos segue as orientações e critérios do CFAE que prevêem 40% para a participação e 60% para o trabalho produzido. A aprovação no curso dependerá da obtenção de classificação igual ou superior a 5 valores e da frequência mínima de 2/3 do total de horas conjuntas da ação.

Bibliografia

Ervas marinhas: Biologia, Ecologia e monitorização (2011) - Rui Santos, Centro de Ciências do Mar da Universidade do Algarve, 62 p.Out of the blue: The value of Seagrasses to the environment and people (2020) – Carmen de los Santos et al, United Nations Environment Programme, disponível em https://www.unep.org/resources/report/out-blue-value-seagrasses-environment-and-people, consultado a 27/07/2023À descoberta da Ria Formosa (2020), Jaime Aníbal, Ana Gomes, Isabel Mendes, Delminda Moura (Editores). Edições Universidade do Algarve, disponível em https://sapientia.ualg.pt/handle/10400.1/17221, consultado a 27/07/2023


Observações

PASTA - Nº 29-2024 Separador 9

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 08-01-2024 (Segunda-feira) 17:30 - 19:30 2:00 Presencial
2 10-01-2024 (Quarta-feira) 17:30 - 19:30 2:00 Presencial
3 15-01-2024 (Segunda-feira) 17:30 - 19:30 2:00 Presencial
4 27-01-2024 (Sábado) 09:00 - 13:30 4:30 Presencial

Ref. 310T2 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-118828/22

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 25.0 horas

Início: 03-01-2024

Fim: 28-02-2024

Regime: e-learning

Local: ON LINE

Formador

Carlos Alberto Soares Machado Nunes

Destinatários

Professores do 3º Ciclo do Ensino Básico e do Ensino Secundário

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do 3º Ciclo do Ensino Básico e do Ensino Secundário. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

Com a crescente importância do desenvolvimento de capacidades dos alunos relativamente ao pensamento computacional e a iniciação à programação, torna-se crucial dotar os jovens de ferramentas que lhes permitam adquirir esses conhecimentos. Atualmente estes temas começam a ser trabalhados no 1º e 2º ciclo, pelo que é importante dar continuidade no 3º ciclo e no ensino secundário. Com a utilização em massa de smartphones e tablets, é da maior importância trabalhar na programação de aplicações (apps) para estes dispositivos. Tendo esta área um enorme potencial de empregabilidade num futuro próximo, há imensas atividades criativas e motivadores para os mais jovens, e os professores devem estar atentos e preparados para esses desafios para poderem acompanhar os seus alunos. Esta é uma ação de formação que responde às solicitações formativas dos diversos agrupamentos associados a este CFAE.

Objetivos

• Aprofundar conhecimentos em linguagens de programação visuais (associadas à criação de apps); • Conhecer diversas ferramentas que podem ser utilizadas para criar uma app; • Planear uma app móvel; • Preparar a interface gráfica de uma app; • Programar ações; • Utilizar as funcionalidades (sensores) de dispositivos móveis: • Publicar app.

Conteúdos

• Planeamento e prototipagem de uma app • Interface da ferramenta (App inventor, Kodular, Thunkable, MS PowerApps, etc.) • Componentes que podem ser utilizados • Organização dos componentes no ecr㠕 Programação de ações e eventos • Instalação/publicação da app

Metodologias

A ação de formação decorre durante trinta horas em sessões presenciais e à distância. Durante a ação serão praticadas as várias funcionalidades da ferramenta, realizando uma série de atividades pré-definidas, culminando com o planeamento e criação de uma app original. Do ponto de vista metodológico, este curso assume um carácter teórico/prático sendo o trabalho apoiado com as mais recentes tecnologias que, exploradas, visam a (re)construção de práticas curriculares no desempenho profissional do docente. Propiciará, portanto, um espaço de construção, de discussão, de reflexão e de troca de experiências no processo educativo. Estas sessões presenciais incidirão sobre a exploração das ferramentas e as não presenciais, na realização de atividades e projetos. No decorrer das mesmas, serão abertos espaços para análise dos conteúdos, incidindo, sobretudo, nas fases de construção/programação da app. Durante o processo será validado, passo a passo, a programação dos diversos componentes e será feita uma reflexão com vista às necessárias correções.

Avaliação

A avaliação dos formandos centra-se em duas dimensões. A primeira relaciona-se com o percurso e o trabalho dos formandos ao longo do curso de formação, sendo considerado o nível de participação nas sessões e a realização das atividades propostas. A segunda pressupõe a elaboração de um trabalho individual

Bibliografia

• F. Kamriani, K. Roy. App Inventor 2 Essentials. PACKT. 2016• Gerbelli, Valéria e Gerbelli, Nelson. Kodular Desenvolvimento Android• Wolber, David. Drag and Drop Code with Thunkable. 2022


Observações

PASTA - Nº 28-2023 Separador 6 T1 PASTA - Nº 29-2024 Separador 2 T2

Sessões síncronas Janeiro - 3, 10, 24,31 Fevereiro - 21, 28 Das 18:30 às 21:30 (a ajustar com os formandos )

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 03-01-2024 (Quarta-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Online síncrona
2 10-01-2024 (Quarta-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Online síncrona
3 17-01-2024 (Quarta-feira) 18:30 - 20:30 2:00 Online assíncrona
4 24-01-2024 (Quarta-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Online síncrona
5 31-01-2024 (Quarta-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Online síncrona
6 07-02-2024 (Quarta-feira) 18:30 - 20:30 2:00 Online assíncrona
7 14-02-2024 (Quarta-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Online assíncrona
8 21-02-2024 (Quarta-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Online síncrona
9 28-02-2024 (Quarta-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Online síncrona

Ref. 340T1 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-121528/23

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 12.0 horas

Início: 04-12-2023

Fim: 03-06-2024

Regime: e-learning

Local: Plataforma Zoom do CFAE

Formador

Augusto Martins Cerdeira

Destinatários

Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico e Secundário

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico e Secundário. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

O desenvolvimento das competências digitais das organizações educativas toma atualmente uma dimensão fundamental na qualidade do trabalho de ensino e de aprendizagem realizado nas Escolas e encontra enquadramento em referenciais europeus: o DigCompOrg que configura as Organizações Educativas para o desenvolvimento das competências digitais e o DigCompEdu que configura as competências digitais dos docentes. Através destes referenciais e numa perspetiva sistémica, o propósito deste curso é apoiar as Equipas PADDE na criação e aplicação de modelos de acompanhamento e de monitorização das ações definidas no PADDE, procedendo ao registo de dados com base nos indicadores traçados e à implementação de eventuais ações corretivas tendo em vista a consecução dos objetivos definidos.

Objetivos

● Capacitar as Equipas PADDE para a construção de um modelo de acompanhamento e monitorização do processo de implementação do PADDE. ● Refletir sobre os processos associados à implementação do PADDE. ● Rever/Definir indicadores e instrumentos de recolha de dados capazes de aferir o desenvolvimento do PADDE. ● Desenvolver instrumentos de recolha de dados capazes de facultarem uma reconstrução crítica da realidade escolar. ● Delinear eventuais ações corretivas no sentido de atingir os objetivos propostos.

Conteúdos

1. Documentos de enquadramento de processos de monitorização de projetos/planos de ação. 2. Estabelecimento das prioridades das ações definidas no PADDE e revisão da sua calendarização. 3. Revisitação/Ajustamento dos indicadores definidos no PADDE. 4. Construção e aplicação de instrumentos de recolha de dados: Inquérito por Questionário; Inquérito por Entrevista. Análise Documental. 5. Organização da recolha de dados e monitorização dos indicadores. 6. Processos de análise dos dados recolhidos. 7. Definição e implementação de eventuais ações corretivas. 8. Relatório de progresso do PADDE e estratégias de comunicação dos resultados.

Metodologias

As sessões destinam-se à exploração de referenciais teóricos e de documentos orientadores, bem como à reflexão sobre a articulação entre as áreas de competência; reflexão sobre inovação em educação e lideranças na era digital; realização de atividades práticas em ambiente colaborativo, de partilha e reflexão; abordagem a estratégias e metodologias de desenvolvimento de projetos centrados na escola; desenho da monitorização dos PADDE. Pretende-se também que os formandos promovam nas suas escolas a discussão e reflexão sobre os resultados da implementação das ações do PADDE comparado com os objetivos previstos da sua implementação. Na última sessão os formandos apresentarão os resultados e as melhorias conseguidas resultantes das ações implementadas.

Avaliação

A avaliação dos formandos docentes nas ações de formação é contínua e participada por todos os intervenientes. As dimensões a avaliar são: a participação e o trabalho individual. De acordo com o RJFC – DL 22/2014, de 11 de fevereiro – e nos termos dos nºs 5 e 6, do artigo 4.º do Despacho 4595/2015, de 6 de maio, o resultado final da avaliação dos formandos é traduzido numa classificação quantitativa expressa na escala de 1 a 10 valores a que acresce uma menção qualitativa.

Bibliografia

De Ketele, J. M. & Roegiers, X. (1999). Metodologia da Recolha de Dados. Fundamentos dos Métodos de Observações, de Questionários, de Entrevistas e de Estudos de Documentos. Lisboa: Instituto Piaget.DigComp - Quadro Europeu de Referência para CidadãosDigCompEdu - Digital Competence Framework for EducatorsDigCompOrg - Framework for Digitally Competent Educational OrganisationsResolução do Conselho de Ministros n.o 30/2020Digital Education Action Plan 2021-2027


Observações

PASTA - Nº 28-2023 Separador 19 T1 PASTA - Nº 28-2023 Separador 20 T2

04/12/2023 17:30 2 horas 15/01/2024 17:30 2 horas 19/02/2024 17:30 2 horas 08/04/2024 17:30 2 horas 06/05/2024 17:30 2 horas 03/06/2024 17:30 2 horas

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 04-12-2023 (Segunda-feira) 17:30 - 19:30 2:00 Online síncrona

Ref. 340T2 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-121528/23

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 12.0 horas

Início: 04-12-2023

Fim: 03-06-2024

Regime: e-learning

Local: Plataforma Zoom do CFAE

Formador

Carla Carmo Correia Limpo de Assis

Destinatários

Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico e Secundário

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico e Secundário. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

O desenvolvimento das competências digitais das organizações educativas toma atualmente uma dimensão fundamental na qualidade do trabalho de ensino e de aprendizagem realizado nas Escolas e encontra enquadramento em referenciais europeus: o DigCompOrg que configura as Organizações Educativas para o desenvolvimento das competências digitais e o DigCompEdu que configura as competências digitais dos docentes. Através destes referenciais e numa perspetiva sistémica, o propósito deste curso é apoiar as Equipas PADDE na criação e aplicação de modelos de acompanhamento e de monitorização das ações definidas no PADDE, procedendo ao registo de dados com base nos indicadores traçados e à implementação de eventuais ações corretivas tendo em vista a consecução dos objetivos definidos.

Objetivos

● Capacitar as Equipas PADDE para a construção de um modelo de acompanhamento e monitorização do processo de implementação do PADDE. ● Refletir sobre os processos associados à implementação do PADDE. ● Rever/Definir indicadores e instrumentos de recolha de dados capazes de aferir o desenvolvimento do PADDE. ● Desenvolver instrumentos de recolha de dados capazes de facultarem uma reconstrução crítica da realidade escolar. ● Delinear eventuais ações corretivas no sentido de atingir os objetivos propostos.

Conteúdos

1. Documentos de enquadramento de processos de monitorização de projetos/planos de ação. 2. Estabelecimento das prioridades das ações definidas no PADDE e revisão da sua calendarização. 3. Revisitação/Ajustamento dos indicadores definidos no PADDE. 4. Construção e aplicação de instrumentos de recolha de dados: Inquérito por Questionário; Inquérito por Entrevista. Análise Documental. 5. Organização da recolha de dados e monitorização dos indicadores. 6. Processos de análise dos dados recolhidos. 7. Definição e implementação de eventuais ações corretivas. 8. Relatório de progresso do PADDE e estratégias de comunicação dos resultados.

Metodologias

As sessões destinam-se à exploração de referenciais teóricos e de documentos orientadores, bem como à reflexão sobre a articulação entre as áreas de competência; reflexão sobre inovação em educação e lideranças na era digital; realização de atividades práticas em ambiente colaborativo, de partilha e reflexão; abordagem a estratégias e metodologias de desenvolvimento de projetos centrados na escola; desenho da monitorização dos PADDE. Pretende-se também que os formandos promovam nas suas escolas a discussão e reflexão sobre os resultados da implementação das ações do PADDE comparado com os objetivos previstos da sua implementação. Na última sessão os formandos apresentarão os resultados e as melhorias conseguidas resultantes das ações implementadas.

Avaliação

A avaliação dos formandos docentes nas ações de formação é contínua e participada por todos os intervenientes. As dimensões a avaliar são: a participação e o trabalho individual. De acordo com o RJFC – DL 22/2014, de 11 de fevereiro – e nos termos dos nºs 5 e 6, do artigo 4.º do Despacho 4595/2015, de 6 de maio, o resultado final da avaliação dos formandos é traduzido numa classificação quantitativa expressa na escala de 1 a 10 valores a que acresce uma menção qualitativa.

Bibliografia

De Ketele, J. M. & Roegiers, X. (1999). Metodologia da Recolha de Dados. Fundamentos dos Métodos de Observações, de Questionários, de Entrevistas e de Estudos de Documentos. Lisboa: Instituto Piaget.DigComp - Quadro Europeu de Referência para CidadãosDigCompEdu - Digital Competence Framework for EducatorsDigCompOrg - Framework for Digitally Competent Educational OrganisationsResolução do Conselho de Ministros n.o 30/2020Digital Education Action Plan 2021-2027


Observações

PASTA - Nº 28-2023 Separador 19 T1 PASTA - Nº 28-2023 Separador 20 T2

4 de dezembro 15 de janeiro 19 de fevereiro 8 de abril 6 de maio 3 de junho Entre as 17h.30-19h.30

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 04-12-2023 (Segunda-feira) 17:30 - 19:30 2:00 Online síncrona

Ref. 367T3 Em avaliação

Registo de acreditação: Registo 367 CD nº39 05.02.2014

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 21-02-2024

Fim: 21-02-2024

Regime: Presencial

Local: Agrupamento Paula Nogueira

Formador

Augusto Martins Cerdeira

Destinatários

Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Ria Formosa

Objetivos

- Identificar e refletir sobre estratégias de diferenciação pedagógica; - Enquadrar e refletir sobre as medidas de adaptação da avaliação pedagógica.

Conteúdos

- De que forma podemos promover a participação e a aprendizagem de todas as crianças e jovens? - De que forma conseguimos criar um ambiente de aprendizagem que permita a inclusão de todos os alunos? - De que forma a avaliação pode promover o sucesso das aprendizagens de todos os alunos?


Observações

Pasta 31 ACD Separador 12

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 22-02-2024 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
2 29-02-2024 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
3 07-03-2024 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
4 14-03-2024 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
5 21-03-2024 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial

Ref. 367T2 Em avaliação

Registo de acreditação: Registo 367 CD nº39 05.02.2014

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 20-02-2024

Fim: 20-02-2024

Regime: Presencial

Local: Agrupamento Professor Paula Nogueira

Formador

Augusto Martins Cerdeira

Destinatários

Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Ria Formosa

Objetivos

- Identificar e refletir sobre estratégias de diferenciação pedagógica; - Enquadrar e refletir sobre as medidas de adaptação da avaliação pedagógica.

Conteúdos

- De que forma podemos promover a participação e a aprendizagem de todas as crianças e jovens? - De que forma conseguimos criar um ambiente de aprendizagem que permita a inclusão de todos os alunos? - De que forma a avaliação pode promover o sucesso das aprendizagens de todos os alunos?


Observações

Pasta 31 ACD Separador 12

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 20-02-2024 (Terça-feira) 15:45 - 18:45 3:00 Presencial

Ref. 365T1 Em avaliação

Registo de acreditação: Registo 365 CD nº39 05.02.2014

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 19-02-2024

Fim: 19-02-2024

Regime: Presencial

Local: EB1 Vale Carneiros

Formador

Augusto Martins Cerdeira

Carla Carmo Correia Limpo de Assis

Destinatários

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Ria Formosa

Enquadramento

Esta ação de curta duração visa fomentar o aprofundamento dos conhecimentos dos professores na utilização dos painéis interativos, o que irá potenciar as suas competências digitais em diferentes formas de aprendizagem, quer na definição de orientações quer na alocação de recursos, quer na linha condutora de aulas quer, ainda, na definição de percursos educativos para os alunos e planeamento constante por parte dos docentes. Esta formação permitirá também aos professores o contacto com a aprendizagem de pedagogias ativas num contexto de ensino com integração digital, nomeadamente de painéis interativos, considerando o papel do professor no atual contexto educativo, com a adaptação às tecnologias e aos espaços virtuais de apoio à concretização de aprendizagens. Pretende-se que os professores procedam a uma contínua adaptação e renovação das suas práticas pedagógicas, enfatizando a melhoria da autonomia dos alunos, com a criação de estratégias que incluam a utilização dos dispositivos digitais para construírem e planificarem uma aprendizagem mais segura e inovadora.

Objetivos

Conhecer as potencialidades dos painéis interativos. Aplicar vários modos de compartilhamento dos painéis. Compreender as vantagens do uso dos painéis em relação aos projetores convencionais. Identificar e solucionar problemas mais comuns associados à utilização dos painéis. Reconhecer os cuidados a ter na utilização dos painéis interativos.

Conteúdos

O painel Interativo: potencialidades e desafios. Conectividade de equipamentos ao painel de diferentes formas; Despiste de problemas relacionados com o painel interativo; Partilha de conteúdo com vários utilizadores - Sala de espera; Utilização de software de utilização mais comum no painel interativo; Cuidados a ter na utilização do painel interativo; Problemas comuns; Utilização do Google Drive para compartilhamento de ficheiros e realização de trabalhos com os alunos.


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 19-02-2024 (Segunda-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial

Ref. 367T1 Em avaliação

Registo de acreditação: Registo 367 CD nº39 05.02.2014

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 31-01-2024

Fim: 31-01-2024

Regime: Presencial

Local: Agrupamento Professor Paula Nogueira

Formador

Augusto Martins Cerdeira

Destinatários

Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Ria Formosa

Objetivos

- Identificar e refletir sobre estratégias de diferenciação pedagógica; - Enquadrar e refletir sobre as medidas de adaptação da avaliação pedagógica.

Conteúdos

- De que forma podemos promover a participação e a aprendizagem de todas as crianças e jovens? - De que forma conseguimos criar um ambiente de aprendizagem que permita a inclusão de todos os alunos? - De que forma a avaliação pode promover o sucesso das aprendizagens de todos os alunos?


Observações

Pasta 31 ACD Separador 12

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 31-01-2024 (Quarta-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Presencial

Ref. 342T1 Em avaliação

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-121670/23

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 15.0 horas

Início: 09-01-2024

Fim: 06-02-2024

Regime: Presencial

Local: Biblioteca da Escola Dr. Joaquim Magalhães

Formador

Augusto Martins Cerdeira

Destinatários

Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico e Secundário

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico e Secundário. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico e Secundário.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

A educação está em constante evolução, e os professores precisam adaptar-se às mudanças. O curso aborda a integração da tecnologia, especificamente a inteligência artificial representada pelo Chat GPT, no ambiente educativo. A IA (Inteligência Artificial) é fundamental numa era cada vez mais digital, em que os educadores precisam estar atualizados com as últimas tendências tecnológicas. O curso permite dinamizar novas formas de comunicação, utilizando o Chat GPT como uma ferramenta para criar interações mais dinâmicas e envolventes. A personalização do ensino é outro aspeto importante, permitindo que os educadores correspondam às necessidades individuais dos alunos de forma mais eficaz. Também é relevante destacar que o curso ajuda os professores a desenvolverem habilidades digitais essenciais para o século XXI, preparando-os para um mundo cada vez mais tecnológico. A introdução do Chat GPT como ferramenta educativa inovadora pode inspirar a criatividade em sala de aula e promover uma abordagem mais inclusiva e centrada no aluno.

Objetivos

- Capacitar para a utilização da tecnologia chat GPT (Gerador de Texto Baseado em Inteligência Artificial) para melhorar a aprendizagem e a inovação no ensino. - Explorar novas possibilidades pedagógicas oferecidas pelo chat GPT. - Promover a troca de experiências no âmbito do chat GPT, em contexto de sala de aula.

Conteúdos

Introdução à Tecnologia e Educação - A evolução da tecnologia na educação. - O papel da inteligência artificial na aprendizagem. - Visão geral do Chat GPT e aplicação educativa. O Chat GPT na Sala de Aula - Como configurar e aceder ao Chat GPT. - Exemplos de interações educativas com o Chat GPT. - Desenvolvimento de atividades de ensino com o Chat GPT. Compreendendo a Personalização do Ensino - O conceito de aprendizado personalizado. - Chat GPT para atender às necessidades individuais dos alunos. - Estratégias para adaptar conteúdos, com base nas respostas do Chat GPT. Inovação e Criatividade em Educação - Exploração de novas abordagens de ensino com o Chat GPT. - Projetos criativos e colaborativos envolvendo o Chat GPT. - Como a tecnologia pode inspirar a inovação em sala de aula. Desenvolvimento de Habilidades Digitais para Professores - Competências digitais essenciais para educadores. - Ferramentas tecnológicas relacionadas cm o Chat GPT. Avaliação e Desempenho - Avaliação do impacto do Chat GPT na aprendizagem dos alunos. - Eficácia das atividades de ensino com o Chat GPT. - Retorno e melhoria contínua. Preparação para o Futuro da Educação - Tendências futuras na integração da tecnologia na educação. - Desafios e oportunidades na educação digital.

Metodologias

1. Sessões teóricas: O curso tem, em todas as sessão componente teórica que introduz os conceitos-chave relacionados com a integração do Chat GPT na educação. Os formandos terão informações sobre a tecnologia, aplicações e princípios que suportam a utilização eficaz. 2. Demonstrações Práticas: As sessões de trabalho serão sempre complementadas com demonstrações práticas do uso do Chat GPT em contexto educativo. 3. Atividades Interativas: Os formandos serão incentivados a envolver-se nas atividades interativas propostas de criação e experimentação com o Chat GPT. Nestas atividades inclui-se o desenvolvimento de perguntas e respostas personalizadas, simulação de interações aluno-professor e criação de atividades. 4. Feedback e Discussão: Durante o curso, haverá oportunidades regulares para receber retorno sobre os projetos e participar em discussões de grupo, incentivando a partilha de experiências e aprendizagem entre pares.

Avaliação

Os formandos serão avaliados quantitativamente de 0 a 10 valores, conforme indicado na Carta Circular do CCPFC– 3/2007 – setembro 2007. São tidos em consideração os seguintes elementos de avaliação: - Qualidade da participação nas sessões - 50 % - Produtos resultantes das sessões - 35 % - Reflexão crítica final (obrigatória) - 15 %

Bibliografia

Hirota, F. (2023), CHAT GPT e Inteligência Artificial - Aplicações na era digital, ACTUAL EditoraMoyse/Klein, (2023), Donnerons-Nous Notre Langue Au Chat Gpt ?, Le RobertCouncil of Europe, (2022), ARTIFICIAL INTELLIGENCE AND EDUCATION A critical view through the lens of human rights, democracy and the rule of law, CEHuttenlocher, D., Schmidt, E. e Kissinger, H. (2021) A Era da Inteligência Artificial e o nosso futuro humano, Dom Quixote


Observações

PASTA - Nº 29-2024 Separador 14 T3

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 09-01-2024 (Terça-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
2 16-01-2024 (Terça-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
3 23-01-2024 (Terça-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
4 30-01-2024 (Terça-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
5 06-02-2024 (Terça-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial

Ref. 342T2 Em avaliação

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-121670/23

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 15.0 horas

Início: 09-01-2024

Fim: 06-02-2024

Regime: Presencial

Local: Escola Dr Joaquim Magalhães

Formador

Carla Carmo Correia Limpo de Assis

Destinatários

Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico e Secundário

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico e Secundário. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico e Secundário.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

A educação está em constante evolução, e os professores precisam adaptar-se às mudanças. O curso aborda a integração da tecnologia, especificamente a inteligência artificial representada pelo Chat GPT, no ambiente educativo. A IA (Inteligência Artificial) é fundamental numa era cada vez mais digital, em que os educadores precisam estar atualizados com as últimas tendências tecnológicas. O curso permite dinamizar novas formas de comunicação, utilizando o Chat GPT como uma ferramenta para criar interações mais dinâmicas e envolventes. A personalização do ensino é outro aspeto importante, permitindo que os educadores correspondam às necessidades individuais dos alunos de forma mais eficaz. Também é relevante destacar que o curso ajuda os professores a desenvolverem habilidades digitais essenciais para o século XXI, preparando-os para um mundo cada vez mais tecnológico. A introdução do Chat GPT como ferramenta educativa inovadora pode inspirar a criatividade em sala de aula e promover uma abordagem mais inclusiva e centrada no aluno.

Objetivos

- Capacitar para a utilização da tecnologia chat GPT (Gerador de Texto Baseado em Inteligência Artificial) para melhorar a aprendizagem e a inovação no ensino. - Explorar novas possibilidades pedagógicas oferecidas pelo chat GPT. - Promover a troca de experiências no âmbito do chat GPT, em contexto de sala de aula.

Conteúdos

Introdução à Tecnologia e Educação - A evolução da tecnologia na educação. - O papel da inteligência artificial na aprendizagem. - Visão geral do Chat GPT e aplicação educativa. O Chat GPT na Sala de Aula - Como configurar e aceder ao Chat GPT. - Exemplos de interações educativas com o Chat GPT. - Desenvolvimento de atividades de ensino com o Chat GPT. Compreendendo a Personalização do Ensino - O conceito de aprendizado personalizado. - Chat GPT para atender às necessidades individuais dos alunos. - Estratégias para adaptar conteúdos, com base nas respostas do Chat GPT. Inovação e Criatividade em Educação - Exploração de novas abordagens de ensino com o Chat GPT. - Projetos criativos e colaborativos envolvendo o Chat GPT. - Como a tecnologia pode inspirar a inovação em sala de aula. Desenvolvimento de Habilidades Digitais para Professores - Competências digitais essenciais para educadores. - Ferramentas tecnológicas relacionadas cm o Chat GPT. Avaliação e Desempenho - Avaliação do impacto do Chat GPT na aprendizagem dos alunos. - Eficácia das atividades de ensino com o Chat GPT. - Retorno e melhoria contínua. Preparação para o Futuro da Educação - Tendências futuras na integração da tecnologia na educação. - Desafios e oportunidades na educação digital.

Metodologias

1. Sessões teóricas: O curso tem, em todas as sessão componente teórica que introduz os conceitos-chave relacionados com a integração do Chat GPT na educação. Os formandos terão informações sobre a tecnologia, aplicações e princípios que suportam a utilização eficaz. 2. Demonstrações Práticas: As sessões de trabalho serão sempre complementadas com demonstrações práticas do uso do Chat GPT em contexto educativo. 3. Atividades Interativas: Os formandos serão incentivados a envolver-se nas atividades interativas propostas de criação e experimentação com o Chat GPT. Nestas atividades inclui-se o desenvolvimento de perguntas e respostas personalizadas, simulação de interações aluno-professor e criação de atividades. 4. Feedback e Discussão: Durante o curso, haverá oportunidades regulares para receber retorno sobre os projetos e participar em discussões de grupo, incentivando a partilha de experiências e aprendizagem entre pares.

Avaliação

Os formandos serão avaliados quantitativamente de 0 a 10 valores, conforme indicado na Carta Circular do CCPFC– 3/2007 – setembro 2007. São tidos em consideração os seguintes elementos de avaliação: - Qualidade da participação nas sessões - 50 % - Produtos resultantes das sessões - 35 % - Reflexão crítica final (obrigatória) - 15 %

Bibliografia

Hirota, F. (2023), CHAT GPT e Inteligência Artificial - Aplicações na era digital, ACTUAL EditoraMoyse/Klein, (2023), Donnerons-Nous Notre Langue Au Chat Gpt ?, Le RobertCouncil of Europe, (2022), ARTIFICIAL INTELLIGENCE AND EDUCATION A critical view through the lens of human rights, democracy and the rule of law, CEHuttenlocher, D., Schmidt, E. e Kissinger, H. (2021) A Era da Inteligência Artificial e o nosso futuro humano, Dom Quixote


Observações

PASTA - Nº 29-2024 Separador 14 T3

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 09-01-2024 (Terça-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
2 16-01-2024 (Terça-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
3 23-01-2024 (Terça-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
4 30-01-2024 (Terça-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
5 06-02-2024 (Terça-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial

Ref. 324T1 Em avaliação

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-120972/23

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 25.0 horas (12.5 horas presenciais + 12.5 horas de trabalho autónomo)

Início: 08-01-2024

Fim: 08-04-2024

Regime: Presencial

Local: Escola Neves Júnior

Formador

Nuno Miguel de Barros Marques de Sousa Magalhães

João Miguel Sousa da Silva

Destinatários

GRUPO, 110

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de GRUPO, 110. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de GRUPO, 110.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

Uma das prioridades essenciais no desenvolvimento dos alunos é a chamada literacia do Oceano. Esta área do conhecimento é vasta, mas o domínio da biologia, particularmente da ecologia dos sistemas costeiros é uma ferramenta essencial para a compreensão da importância da preservação do oceano. Importa por isso capacitar os docentes para poder trabalhar a literacia do Oceano com os alunos, ao nível da biologia e ecologia dos ecossistemas costeiros. Os docentes podem trabalhar esta vertente do conhecimento, sobretudo na área de Estudo do Meio do 1º ciclo e em Domínios de Articulação Curricular, em colaboração com outras disciplinas nos restantes ciclos de ensino. Esta acção tem como objectivos ampliar os conhecimentos dos docentes na área da ecologia, conferindo um conhecimento aprofundado sobre as pradarias de ervas-marinhas da Ria Formosa, a sua importância na manutenção da biodiversidade, controlo da erosão costeira, recursos pesqueiros e fixação do carbono atmosférico

Objetivos

Com esta acção pretende-se desenvolver nos formandos: 1. competências a nível do trabalho de campo, nomeadamente na dinâmica da Ria Formosa, na identificação das espécies de ervas-marinhas aí existentes e no conhecimento da biodiversidade que lhes está associada; 2. consolidar os conhecimentos dos serviços dos ecossistemas que as pradarias de ervas- marinhas fornecem; 3. competências para a integração curricular de actividades de natureza prática e experimental; 4. aumento do conhecimento pedagógico relacionado com o uso de actividades experimentais; 5. capacidade de desenvolver nos alunos algumas ferramentas no âmbito da monitorização e preservação dos ecossistemas costeiros e pradarias de ervas-marinhas; 6. apreço pela utilização deste tipo de actividades de modo corrente no seu ensino

Conteúdos

1. Dinâmica do sistema lagunar Ria Formosa, a sua evolução ao longo do tempo. 2. Conhecimento dos vários tipos de ecossistemas existentes na Ria e da zonação litoral nesta área. 3. Conhecimento dos principais grupos de organismos marinhos existentes na Ria Formosa. 4. Formas simples de identificação e classificação de seres vivos marinhos. 5. Serviços dos ecossistemas prestados pelas pradarias de ervas-marinhas: Suporte, produção, regulação e culturais. 6. Trabalho de campo, em zonas costeiras, e eventualmente em saída de barco, para observar in situ a dinâmica da Ria Formosa e as suas pradarias de ervas-marinhas. 7. Planificação de actividades de campo e em sala de aula com os alunos, replicando os conhecimentos adquiridos na ação.

Avaliação

A avaliação dos formandos centra-se em duas dimensões. A primeira relaciona-se com o percurso e o trabalho dos formandos ao longo do curso de formação, sendo considerado o nível de participação nas sessões e a realização das actividades propostas. A segunda pressupõe a elaboração de um trabalho individual em que os formandos, partindo das reflexões, perspectivas inerentes à execução das actividades práticas desenvolvidas nas sessões presenciais conjuntas. Nessa conformidade, o regime de avaliação dos formandos segue as orientações e critérios do CFAE que prevêem 40% para a participação e 60% para o trabalho produzido. A aprovação no curso dependerá da obtenção de classificação igual ou superior a 5 valores e da frequência mínima de 2/3 do total de horas conjuntas da ação.

Bibliografia

Ervas marinhas: Biologia, Ecologia e monitorização (2011) - Rui Santos, Centro de Ciências do Mar da Universidade do Algarve, 62 p.Out of the blue: The value of Seagrasses to the environment and people (2020) – Carmen de los Santos et al, United Nations Environment Programme, disponível em https://www.unep.org/resources/report/out-blue-value-seagrasses-environment-and-people, consultado a 27/07/2023À descoberta da Ria Formosa (2020), Jaime Aníbal, Ana Gomes, Isabel Mendes, Delminda Moura (Editores). Edições Universidade do Algarve, disponível em https://sapientia.ualg.pt/handle/10400.1/17221, consultado a 27/07/2023Aprendizagem Essenciais- 1 º ciclo - Estudo do Meio


Observações

PASTA - Nº 29-2024 Separador 8

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 08-01-2024 (Segunda-feira) 17:30 - 19:30 2:00 Presencial
2 10-01-2024 (Quarta-feira) 17:30 - 19:30 2:00 Presencial
3 13-01-2024 (Sábado) 09:00 - 13:30 4:30 Presencial
4 15-01-2024 (Segunda-feira) 17:30 - 19:30 2:00 Presencial

Ref. 353T1 Em avaliação

Registo de acreditação: DGAE/1099/2023

Modalidade: Jornada

Duração: 6.0 horas

Início: 20-12-2023

Fim: 20-12-2023

Regime: Presencial

Local: Agrupamento Tomás Cabreira 9.00-12.00

Destinatários

Pessoal não docente;

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Ria Formosa

Enquadramento

Uma escola inclusiva exige que todos sejam capazes de apoiar e promover o envolvimento de toda a comunidade escolar nas atividades educativas e não educativas. Inclusão, equidade, cooperação, solidariedade, responsabilidade e interligação, saúde e bem estar, são conceitos-chave. Assegurar o direito de todos à educação é garantir acesso, presença, participação e sucesso em processos educativos de qualidade, contudo garantir o socorro e o bem estar em situações de emergência não deixa de ser fulcral no processo educativo e evolutivo dos jovens. A presente ação insere-se no processo de concretização do Projeto Educativo do Agrupamento onde o pessoal não docente, Assistentes Técnicos e Assistentes Operacionais, têm um papel fundamental na concretização do mesmo. Os técnicos de ação educativa têm um papel preponderante na aprendizagem, educação e desenvolvimento das crianças, jovens e adolescentes no seio escolar, bem como no acompanhamento e socorro em situações de emergência. Deste modo é importante que estes saibam como atuar em situações de saúde e emergência adquirindo competências que lhes permitam avaliar e desempenhar corretamente o socorro.

Objetivos

Compreender o conceito de primeiro socorro e adquirir competências que permitam executar corretamente o primeiro socorro; Reconhecer as qualidades do socorrista; Compreender o conceito de cadeia de sobrevivência e conhecer os seus elos; Identificar os riscos potenciais quer para a vítima quer para o reanimador; Saber dar a informação adequada na chamada ao 112; Saber identificar as situações de obstrução da via aérea por corpo estranho e realizar as manobras de desobstrução; Compreender o conceito de suporte básico de vida e descrever os procedimentos corretos para executar manobras de suporte básico de vida; Saber como e quando iniciar e parar as manobras de suporte básico de vida; Saber como e quando colocar uma vítima em posição lateral de segurança

Conteúdos

Qualidades do Socorrista; 15 min (T) Cadeia de Sobrevivência; 15 min (T) Abordagem à vítima; 15 min (T) + 15 min (P) Chamada 112; 20 min (T) + 20 min (P) Algoritmo de Desobstrução da Via Aérea; 20 min (T) + 15 min (P) Algoritmo de Suporte Básico de Vida (adulto e criança); 30 min (T) + 50 min (P) Posição Lateral de Segurança; 20 min (T) + 20 min (P) Primeiro Socorro; 105 min (T)

Metodologias

A metodologia a utilizar assenta em duas vertentes: teórica e prática. Exploração dos temas propostos, com adequado suporte teórico. A componente teórica utiliza o método expositivo e pretende envolver os formandos em discussão/reflexão acerca de conceitos e práticas. A componente prática é fundamental nesta ação de formação e engloba momentos de demonstração por parte dos formadores, seguindo-se a prática por parte dos formandos. A metodologia a utilizar será o método demonstrativo e ativo onde através de exercícios dinâmicos se pretende a obtenção de conhecimentos.

Avaliação

* Participação e avaliação contínua * Assiduidade * Execução prática dos exercícios

Modelo

Construção e aplicação de questionários de satisfação

Bibliografia

Constituição da República; Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas, aprovada pela Lei n.º 35/2014, de 20 de Junho; Despacho nº 25 650/2006 - Regulamento do Programa Escola Segura; Orientações técnico-normativas da Direção-Geral de Saúde (DGS); Manual de primeiros socorros : situações de urgência nas escolas, jardins de infância e campos de férias - Direcção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular; PROCIV - Publicação Mensal da Autoridade Nacional de Protecção Civil; Manual de Suporte Básico de Vida - INEM- Instituto Naional de Emergência Médica, Versão 3.0 - 1ª Edição 2016 - Revisão da versão 2.0 - 1ª Edição 2012; MAP- Medidas de Autoproteção; esuscitation Council (Emergency Care For First Responders); Red Cross (Essential Emergency Care For First Aiders): www.redcross.org



Ref. 298T1 Em avaliação

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-114961/22

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 25.0 horas

Início: 29-11-2023

Fim: 13-02-2024

Regime: e-learning

Local: None

Formador

Carina Lobato Faria

Destinatários

Professores dos Grupos 110, 910, 920 e 930

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Grupos 110, 910, 920 e 930. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Grupos 110, 910, 920 e 930.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Enquadramento

['Numa escola que visa a inclusão de todos os alunos numa via comum de ensino, garantido para tal o acesso, a participação e progresso dos mesmos; é incontornável o comprometimento de toda a comunidade educativa com uma cultura intencional de pedagogia diferenciada. Uma pedagogia que diferencie não apenas os conteúdos de aprendizagem ou mesmo os processos de avaliação, mas que os complemente com práticas de diferenciação no ensino e sistematização dos processos cognitivos de aprendizagem. Atualmente a aprendizagem já não é vista como um processo de acumulação linear de informação, mas sim como um processo complexo, que implica uma apropriação pessoal de experiências, favorecida pela interação em contexto social e onde intervêm formas diversas de pensar e de estabelecer relações entre o que o aluno já sabe e o que aprenderá de novo. Esta realidade só poderá ter como consequência, a necessidade de um cuidado cada vez mais sério com a diferenciação pedagógica dos processos de aprendizagem como ferramenta nuclear do processo de ensino e aprendizagem. Uma vez que toda e qualquer mudança curricular passa necessariamente pelo professor, este assume-se invariavelmente como um recurso de eleição nesta jornada que é a constante incorporação da diferenciação dentro dos contextos pedagógicos; o que justifica a pertinência da presente formação no seu plano de progressiva capacitação profissional.']

Objetivos

['Reconhecer o papel e o lugar da diferenciação pedagógica e acomodações curriculares na construção de políticas, culturas e práticas de escola inclusiva. \r\n\x95\tDefinir e operacionalizar o conceito de diferenciação nos seus diferentes níveis de ação curricular: conteúdos, processos e produtos. \r\n\x95\tIdentificar os principais processos cognitivos de aprendizagem e as suas diferentes etapas de construção neuropsicológica. \r\n\x95\tSaber observar, identificar e apoiar /intervir perante as diferentes barreiras no processo de aprendizagem de todos os alunos. \r\n\x95\tCompreender a importância do ensino e aprendizagem assente em processos de mediação intencional e construção por etapas dos diferentes processos mentais. \r\n\x95\tCompreender a dinâmica de construção de mediadores cognitivos e saber a plicá-los em contexto de sala de aula. \r\n\x95\tRefletir sobre as diferentes características de ambientes pedagógicos promotores da diferenciação pedagógica.']

Conteúdos

Diferenciação Pedagógica e Acomodações Curriculares como ferramentas de inclusão (2 horas) \r\n2. Diversidade em contexto de sala de aula: ferramentas de análise e sistematização das diferentes características, capacidades, barreiras e facilitadores dos alunos (2 horas). \r\n3. Exigências cognitivas das atividades pedagógicas: identificação e reflexão sobre os processos cognitivos inerentes às diferentes atividades pedagógicas (2 horas). \r\n4. Conceito de Mediação dos processos mentais e construção por etapas das ações mentais (1 horas)\r\n5. Estudo do processo de construção das ações mentais nos principais processos de aprendizagem indexados ao pré-escolar e primeiro ciclo \x96 Estruturação Neuropsicológica: (6 horas)\r\n5.1. Processo atencional e de regulação comportamental. \r\n5.2. Processo de construção de memorização semântica e lógica. \r\n5.3. Linguagem oral e intenção comunicativa. \r\n5.4. Processos de aquisição e automatização da leitura e escrita \x96 Etapas de desenvolvimento neuropsicológico. \r\n5.5. Processos de organização e sistematização na resolução de problemas. \r\n5.6. Processos de organização do comportamento e funções executivas. \r\n6. Construção de mediadores e práticas de pedagógica diferenciada e sua aplicação pedagógica em contexto de sala de aula (12 horas).

Metodologias

['Sessões plenárias de formação em grande grupo destinadas à apresentação dos conteúdos pela formadora, análise e discussão dos mesmos, clarificação, sistematização e aprofundamento de conceitos, e reflexão sobre as práticas pedagógicas em articulação com as temáticas dos conteúdos. \r\nb) Sessões de trabalho em pequeno grupo destinadas à exploração de materiais, seleção e realização de tarefas relacionadas com os conteúdos, elaboração de propostas de mediação de diferentes processos cognitivos de aprendizagem, reflexão sobre as características de ambientes pedagógicos de diferenciação pedagógica ou mesmo analise de diferentes estudos de caso, \r\nc) Sessões plenárias destinadas à discussão dos trabalhos e produtos de reflexão produzidos pelos formandos ao longo das horas de formação ou de trabalho prático de aplicação dos conhecimentos.']

Avaliação

['Participação na apresentação/discussão/debate dos trabalhos realizados ao longo das sessões;\r\n- Elaboração de relatório final individual reflexivo.\r\n A avaliação é quantitativa, na escala de 1 a 10, seguindo o regime de avaliação em vigor. Deve-se aplicar a seguinte escala, na conversão da avaliação quantitativa (de 1 a 10 pontos) para a avaliação qualitativa de 5 níveis (entre Insuficiente e Excelente):\r\n\x95\tInsuficiente: 1 a 4,9 pontos\r\n\x95\tRegular: 5 a 6,4 pontos\r\n\x95\tBom: 6,5 a 7,9 pontos\r\n\x95\tMuito Bom: 8 a 8,9 pontos\r\n\x95\tExcelente: 9 a 10 pontos']

Bibliografia

Almeida, G. (2012). Neurociência e sequência didática para educação infantil. São Paulo: Editora UnissinosCozzolino, L. (2013). The social neuroscience of education: optimizing attachment & learning in theclassroom. New York: W. W. Norton & Company.Cozzolino, L. and Davis, L. (2017). How People Change. In Daniel Siegel, How People Change, 5ed, 53-71.Norton & Company: London.Perrenoud, Ph. (1995). Ofício de Aluno e Sentido do Trabalho Escolar. Porto: Porto Editora.Vigotsky, L. (1930). Sobre os sistemas psicológicos. In: Teoria e método em Psicologia, pp.103-136. (Tradução portuguesa de Cláudia Berliner. São Paulo: Martins Fontes. (1996).


Observações

PASTA - Nº 28 - Separador 12

29 de Novembro - 17.30 - 20.30 06 de Dezembro - 17.30 - 20.30 10 de Janeiro - 17.30 - 20.30 17 de Janeiro - 17.30 - 20.30 24 de Janeiro - 17.30 - 20.30 31 de Janeiro - 17.30 - 20.30 07 de Fevereiro- 17.30 - 21.00 13 de Fevereiro- 17.30 - 21.00

Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 29-11-2023 (Quarta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Online síncrona