Contactos
Av. 5 de Outubro, Faro 8004-069 Faro
289826007

Oferta Formativa

Consulte informações sobre a oferta formativa

Documentos

Consulta e download de documentos e formulários.

Legislação

Consulte a legislação em vigor

 

A ação  CONSTRUÇÃO DE RUBRICAS DE AVALIAÇÃO COM RECURSO A FERRAMENTAS DIGITAIS na modalidade de Oficina destina-se exclusivamente a docentes do Agrupamento de Escolas João de Deus, em Faro. 

DIVULGAÇÃO

181

1, 2, 3… Uma Palavra de Cada Vez (Professores do Grupo 910 )
Exclusiva a docentes do Agrupamento Professor Paula Nogueira

ACD

 

3.0 horas

 

Presencial

 

Professores da Educação Especial;

Biblioteca da EBI/JI/JCM

Em educação inclusiva, o terapeuta da fala assume particular relevância dada a estreita relação das competências comunicativas e linguísticas, com a aprendizagem e a interação social. Esta ação pretende apresentar o plano de ação “1, 2, 3, Uma Palavra de Cada Vez” centrado no desenvolvimento de atividades ...
Ler mais Ler menos

Ref. 151T1 Inscrições abertas até 25-10-2021

Registo de acreditação: 151

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 28-10-2021

Fim: 28-10-2021

Regime: Presencial

Local: Biblioteca da EBI/JI/JCM

Formador

Augusto Martins Cerdeira

Destinatários

Professores da Educação Especial;

Releva

Despacho n.º 5741/.2015 - Enquadra-se na possibilidade de ser reconhecida e certificada como ação deformação de curta duração a que se refere a alínea d) do n.º 1 do artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 22/2014

Acreditado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

CENTRO DE FORMAÇÃO RIA FORMOSA/ AGRUPAMENTO PAULA NOGUEIRA

Razões

Em educação inclusiva, o terapeuta da fala assume particular relevância dada a estreita relação das competências comunicativas e linguísticas, com a aprendizagem e a interação social. Esta ação pretende apresentar o plano de ação “1, 2, 3, Uma Palavra de Cada Vez” centrado no desenvolvimento de atividades no âmbito da prevenção, avaliação e tratamento das perturbações da comunicação, compreensão e expressão da linguagem oral e escrita, no seu estreito relacionamento com a promoção do sucesso dos alunos nos processos de iniciação da leitura e da escrita. Preconiza-se o trabalho em equipa onde todos os intervenientes, na sua especificidade, se complementam de forma a desenvolver uma perspetiva holística do aluno e a delinear e implementar abordagens e metas comuns.

Conteúdos

Linguagem (expressão e compreensão) Consciência Fonológica Dificuldades de aprendizagem da leitura e da escrita Provas de rastreio formais e informais Programas de intervenção

Anexo

ACD-PROGRAMA_TEMATICO_TERAPIA_FALA_AUGUSTO_CERDEIRA.docx


165

CONSTRUÇÃO DE RUBRICAS DE AVALIAÇÃO COM RECURSO A FERRAMENTAS DIGITAIS
Exclusiva para os docentes do Agrupamento de Escolas Secundária João de Deus - Faro

Oficina

 

25.0 horas

 

Presencial

 

Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;

Escolas Secundária João de Deus - Faro

A implementação de um sistema de avaliação pedagógica é fundamental para melhorar a qualidade do ensino e aprendizagem e criar condições para uma justa e efetiva igualdade de oportunidades no sucesso escolar. Para isso, é fundamental clarificar, a priori, o que é importante aprender e quais os critérios de ...
Ler mais Ler menos

Ref. 129T1 Inscrições abertas até 27-10-2021

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-111314/21

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 25.0 horas

Início: 03-11-2021

Fim: 16-02-2022

Regime: Presencial

Local: Escolas Secundária João de Deus - Faro

Formador

Cláudia Herdeiro Cavaco Cardoso

Maria João de Magalhães Seruca de Oliveira

Destinatários

Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;

Releva

Para os efeitos previstos no nº 1 do artigo 8º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira dos grupos 110, 120, 200, 210, 220, 230, 240, 250, 260, 290, 300, 310, 320, 330, 340, 350, 360, 400, 410, 420, 430, 500, 510, 520, 530, 540, 550, 560, 600, 610, 620, 910, 920, 930. Para efeitos de aplicação do artigo 9º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva a progressão em carreira.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Ria Formosa

Razões

A implementação de um sistema de avaliação pedagógica é fundamental para melhorar a qualidade do ensino e aprendizagem e criar condições para uma justa e efetiva igualdade de oportunidades no sucesso escolar. Para isso, é fundamental clarificar, a priori, o que é importante aprender e quais os critérios de sucesso. Nesse sentido, urge promover uma cultura de avaliação colaborativa, com a criação de rubricas para avaliar competências. Em avaliação, o feedback tem um papel crucial para que professores, alunos e pais percebam claramente o que se pretende alcançar, em que ponto da aprendizagem se encontram os alunos e o que ainda falta para lá chegar. Uma ferramenta bem construída em que todos fiquem informados sobre as características e qualidades que um trabalho/tarefa deve apresentar, permite articular o ensino com a aprendizagem e a avaliação. As rubricas deverão incluir um conjunto de critérios que traduzam o que é desejável que os alunos aprendam e, para cada critério, um conjunto de descrições de níveis de desempenho, podendo ser acompanhados de standards, distribuídos por uma escala. Neste caso, as rubricas também podem servir para mobilizar informação para efeitos de atribuição de classificações, garantindo um maior rigor e qualidade num contexto de avaliação sumativa. Concebidas de forma a garantir a sua eficácia, utilidade e versatilidade, as rubricas poderão ser utilizadas em diferentes contextos de trabalho e âmbito curricular, garantindo uma maior uniformidade de critérios de avaliação e economia de esforço. Esta ação de formação visa dotar os professores de competências que permitam utilizar um vasto conjunto de ferramentas digitais para a criação de rubricas.

Objetivos

A implementação de um sistema de avaliação pedagógica é fundamental para melhorar a qualidade do ensino e aprendizagem e criar condições para uma justa e efetiva igualdade de oportunidades no sucesso escolar. Para isso, é fundamental clarificar, a priori, o que é importante aprender e quais os critérios de sucesso. Nesse sentido, urge promover uma cultura de avaliação colaborativa, com a criação de rubricas para avaliar competências. (...) As rubricas deverão incluir um conjunto de critérios que traduzam o que é desejável que os alunos aprendam e, para cada critério, um conjunto de descrições de níveis de desempenho, podendo ser acompanhados de standards, distribuídos por uma escala. Neste caso, as rubricas também podem servir para mobilizar informação para efeitos de atribuição de classificações, garantindo um maior rigor e qualidade num contexto de avaliação sumativa. Concebidas de forma a garantir a sua eficácia, utilidade e versatilidade, as rubricas poderão ser utilizadas em diferentes contextos de trabalho e âmbito curricular, garantindo uma maior uniformidade de critérios de avaliação e economia de esforço.

Conteúdos

1. Conceitos: avaliação pedagógica; feedback de qualidade; critérios de avaliação; rubricas de avaliação; descritores de desempenho e standards. 2. Construção de rubricas de avaliação. 3. Utilização de ferramentas digitais na construção de rubricas de avaliação (Google Classroom, Excel, algumas plataformas para a construção de rubricas: Rubistar, Rcampus, Rubric-maker, Quickrubric e Rubricscore ).

Metodologias

Nestas sessões os professores terão oportunidade de refletir sobre a importância de critérios e descritores de desempenho na articulação entre ensino, aprendizagem e avaliação. Deverão construir rubricas adequadas para diferentes processos de avaliação. Poderão explorar diferentes ferramentas digitais. -Planificação: -Apresentação -Reflexão -Construção de rubricas através da plataforma Google Classroom, CORUBRICS, EXCEL (4 horas); Plataforma Rubistar, Rcampus, Rubric-maker, Quickrubric e Rubricscore Nas sessões de trabalho autónomo os formandos deverão realizar as seguintes atividades: -Leitura, análise e reflexão sobre a avaliação pedagógica, mais concretamente, sobre critérios de avaliação e rubricas; -Construção de rubricas para tarefas e atividades a propor aos alunos e aplicação em contexto real de aprendizagem.

Avaliação

Para além do cumprimento das determinações legais, a avaliação dos formandos será formalizada numa escala de 1 a 10 valores de acordo comas cartas circulares 3/2007 e 1/2008 do CCPFC. A aprovação dependerá da obtenção de classificação igual ou superior a 5 valores e da frequência mínima de 2/3 do total de horas conjuntas da ação.

Modelo

A avaliação dos formandos centra-se em duas dimensões. A primeira relaciona-se com o percurso e o trabalho dos formandos ao longo da formação, sendo considerado o nível de participação nas sessões e a realização das atividades propostas. A segunda pressupõe a elaboração de um trabalho prático e um relatório individual online partindo das reflexões e perspetivas inerentes à execução das atividades práticas desenvolvidas nas sessões presenciais conjuntas. Nessa conformidade, o regime de avaliação dos formandos segue as orientações e critérios do CFAE que preveem 40% para a participação e 60% para o trabalho produzido.

Bibliografia

Brookhart, S. (2013). How to create and use rubrics for formative assessment and grading. Alexandria, VA: ASCD. Fernandes, D.(2020). Rubricas de avaliação. Lisboa. Instituto de Educação da Universidade de Lisboa. https://www.researchgate.net/publication/339956075_Rubricas_de_Avaliacao Fernandes, D. (2020 a)). Para uma Inserção Pedagógica dos Critérios de Avaliação. Lisboa. Instituto de Educação da Universidade de Lisboa. https://www.researchgate.net/publication/339956319_Para_uma_Insercao_Pedagogica_dos_Criterios_de_Avaliacao/citation/download Fernandes, D. (2020 b)).Avaliação formativa. Lisboa. Instituto de Educação da Universidade de Lisboa. https://www.researchgate.net/publication/339956122_Avaliacao_Formativa Machado, E.A. (2020) Práticas de Avaliação Formativa em Contexto de Aprendizagem e Ensino a Distância . Texto de apoio à formação MAIA. Lisboa: Instituto de Educação da Universidade de Lisboa e Direção Geral de Educação do Ministério da Educação. https://www.researchgate.net/publication/340940505_Praticas_de_avaliacao_formativa_em_contextos_de_aprendizagem_e_ensino_a_distancia

Anexo

20210810111746433.pdf


153

IMPACTO DAS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS PARA A BIODIVERSIDADE E ECONOMIA DO ALGARVE
Entre as 9.00 e as 12.00

ACD

 

3.0 horas

 

e-learning

 

Educadores de Infância; Professores de todos os grupos de recrutamento;

zoom

Tal como referido nas linhas orientadoras para a Educação para a Cidadania e reforçado na Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento, para que alcancemos um desenvolvimento sustentável é prioritário que se consiga por um lado, aumentar a consciência e compreensão das populações quanto aos ...
Ler mais Ler menos

Ref. 125T1 Inscrições abertas até 29-10-2021

Registo de acreditação: Registo 125 CD nº31 07.10.2021

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 06-11-2021

Fim: 06-11-2021

Regime: e-learning

Local: zoom

Formador

Rute Sofia Tavares Martins

Jorge Afonso Martins da Palma

Destinatários

Educadores de Infância; Professores de todos os grupos de recrutamento;

Releva

Para os efeitos previstos no nº 1 do artigo 8º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva a progressão em carreira.

Acreditado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Ria Formosa/Faculdade de Ciências e Tecnologias e Centro de Ciências do Mar

Razões

Tal como referido nas linhas orientadoras para a Educação para a Cidadania e reforçado na Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento, para que alcancemos um desenvolvimento sustentável é prioritário que se consiga por um lado, aumentar a consciência e compreensão das populações quanto aos principais problemas de desenvolvimento e consequentes desigualdades sociais e por outro, promover a participação das populações de forma ativa. Numa região como o Algarve, na qual o seu património natural tem um papel central quer para a economia quer para o modo de vida das populações, é imperativo que a população esteja sensibilizada e motivada para a sua proteção e valorização. Dado que o Algarve é a região que enfrenta um dos maiores riscos de resiliência face às alterações climáticas globais atuais e futuras, é prioritário investir no conhecimento das crianças e jovens quanto ao seu património natural regional, quanto à urgência de valorização dos recursos e necessidade de inovação para se alcançar um desenvolvimento sustentável, e transmitir de forma focada e concreta quais os reais impactos destes fenómenos para a população regional, nomeadamente para as crianças e jovens. Para que isto seja consolidado e as crianças e jovens entendam a importância do seu papel na resolução deste desafio societal que enfrentamos, é ainda necessário que compreendam os riscos que as alterações climáticas acarretam na amplificação das desigualdades sociais e violação dos Direitos Humanos da população. Isto irá permitir reforçar a importância de se envolverem e terem voz na sua região e assumirem um papel participativo na implementação dos planos de adaptação e mitigação das alterações climáticas da região. Toda esta ação de formação está alinhada com as linhas orientadoras do referencial de Educação para o Desenvolvimento e visa a capacitação de professores de qualquer grupo de recrutamento, especialmente os professores que trabalham esta temática prioritária em todos os ciclos de escolaridade obrigatória e ensino e capacitação de adultos na região.

Objetivos

Esta ação de formação visa focar o que são as alterações climáticas, focando os impactos do aquecimento global e acidificação dos oceanos para a região do Algarve. Será abordada a contribuição da poluição do ar, água e solo para o agravamento deste problema na região, nomeadamente os impactos na biodiversidade e economia regional, exemplificando com casos concretos com que nos debatemos no presente e num futuro próximo.

Conteúdos

- Alterações climáticas: aquecimento global e acidificação dos oceanos. - Principais impactos das alterações climáticas no clima do Algarve. - Efeito das alterações climáticas na biodiversidade e economia regional: casos práticos

Anexo

acd_3-Impacto_das_alterações_climáticas_para_a_biodiversidade_e_econom_y4SRx8e.docx


182

1, 2, 3… Uma Palavra de Cada Vez ( grupo 100 e 110)
Exclusiva a docentes do Agrupamento Professor Paula Nogueira

ACD

 

3.0 horas

 

Presencial

 

Professores da Educação Especial;

Biblioteca da EBI/JI JCM – Agrupamento de Escolas Professor

Em educação inclusiva, o terapeuta da fala assume particular relevância dada a estreita relação das competências comunicativas e linguísticas, com a aprendizagem e a interação social. Esta ação pretende apresentar o plano de ação “1, 2, 3, Uma Palavra de Cada Vez” centrado no desenvolvimento de atividades ...
Ler mais Ler menos

Ref. 152T1 Inscrições abertas até 05-11-2021

Registo de acreditação: 152

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 08-11-2021

Fim: 08-11-2021

Regime: Presencial

Local: Biblioteca da EBI/JI JCM – Agrupamento de Escolas Professor

Formador

Ana Cristina Nogueira Tendinha

Destinatários

Professores da Educação Especial;

Releva

Despacho n.º 5741/.2015 - Enquadra-se na possibilidade de ser reconhecida e certificada como ação deformação de curta duração a que se refere a alínea d) do n.º 1 do artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 22/2014

Acreditado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

CENTRO DE FORMAÇÃO RIA FORMOSA/ AGRUPAMENTO PAULA NOGUEIRA

Razões

Em educação inclusiva, o terapeuta da fala assume particular relevância dada a estreita relação das competências comunicativas e linguísticas, com a aprendizagem e a interação social. Esta ação pretende apresentar o plano de ação “1, 2, 3, Uma Palavra de Cada Vez” centrado no desenvolvimento de atividades no âmbito da prevenção, avaliação e tratamento das perturbações da comunicação, compreensão e expressão da linguagem oral e escrita, no seu estreito relacionamento com a promoção do sucesso dos alunos nos processos de iniciação da leitura e da escrita. Preconiza-se o trabalho em equipa onde todos os intervenientes, na sua especificidade, se complementam de forma a desenvolver uma perspetiva holística do aluno e a delinear e implementar abordagens e metas comuns.

Conteúdos

Linguagem (expressão e compreensão) Consciência Fonológica Dificuldades de aprendizagem da leitura e da escrita Provas de rastreio formais e informais Programas de intervenção

Anexo

ACD-PROGRAMA_TEMATICO_TERAPIA_FALA_ANA_TENDINHA.docx


170

I º CICLO CONFERÊNCIAS TEMÁTICAS 2021/2022 - ARTE DIGITAL – MUSEU ZERO
PRIORIDADE aos docentes dos Agrupamentos envolvidos no Plano Nacional da Artes e equipas PADDE

ACD

 

3.0 horas

 

Presencial

 

Educadores de Infância; Professores de todos os grupos de recrutamento;

ZOOM

Este CFAE tem vindo a promover no âmbito do seu Plano de ação ciclos de conferências temáticas tendo-os realizado feito, no ano anterior, em parceria com outras instituições parceira entre elas o CFAE do Levante Algarvio. Dado o sucesso destas iniciativas junto dos docentes construímos um novo ciclo de ...
Ler mais Ler menos

Ref. 133T1 Inscrições abertas até 04-11-2021

Registo de acreditação: Registo 133 CD nº31 07.10.2021

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 10-11-2021

Fim: 10-11-2021

Regime: Presencial

Local: ZOOM

Destinatários

Educadores de Infância; Professores de todos os grupos de recrutamento;

Releva

Para os efeitos previstos no nº 1 do artigo 8º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva a progressão em carreira.

Acreditado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Ria Formosa/CFAE Levante Algarvio

Razões

Este CFAE tem vindo a promover no âmbito do seu Plano de ação ciclos de conferências temáticas tendo-os realizado feito, no ano anterior, em parceria com outras instituições parceira entre elas o CFAE do Levante Algarvio. Dado o sucesso destas iniciativas junto dos docentes construímos um novo ciclo de Conferências denominado Arte, teorias e práticas. Será composto por 3 ACD tendo cada uma delas um Programa temático, funcionando de forma autónoma. Esta ACD pretende: • Dar a conhecer a arte de carácter digital • Potenciar a relação da arte digital / artistas/ comunidade educativas • Utilização da arte digital em contexto educativo

Conteúdos

• Arte Digital • Videoarte • Conceito museológico Landmark

Anexo

ACD_-_Programa_temático_I_ciclo_2122_III.docx


154

IMPACTO DAS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS NOS DIREITOS HUMANOS
Entre as 9.00 e as 12.00

ACD

 

3.0 horas

 

e-learning

 

Educadores de Infância; Professores de todos os grupos de recrutamento;

zoom

Tal como referido nas linhas orientadoras para a Educação para a Cidadania e reforçado na Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento, para que alcancemos um desenvolvimento sustentável é prioritário que se consiga por um lado, aumentar a consciência e compreensão das populações quanto aos ...
Ler mais Ler menos

Ref. 126T1 Inscrições abertas até 12-11-2021

Registo de acreditação: Registo 126 CD nº31 07.10.2021

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 20-11-2021

Fim: 20-11-2021

Regime: e-learning

Local: zoom

Formador

Rute Sofia Tavares Martins

Destinatários

Educadores de Infância; Professores de todos os grupos de recrutamento;

Releva

Para os efeitos previstos no nº 1 do artigo 8º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva a progressão em carreira.

Acreditado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Ria Formosa/Faculdade de Ciências e Tecnologias e Centro de Ciências do Mar

Razões

Tal como referido nas linhas orientadoras para a Educação para a Cidadania e reforçado na Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento, para que alcancemos um desenvolvimento sustentável é prioritário que se consiga por um lado, aumentar a consciência e compreensão das populações quanto aos principais problemas de desenvolvimento e consequentes desigualdades sociais e por outro, promover a participação das populações de forma ativa. Numa região como o Algarve, na qual o seu património natural tem um papel central quer para a economia quer para o modo de vida das populações, é imperativo que a população esteja sensibilizada e motivada para a sua proteção e valorização. Dado que o Algarve é a região que enfrenta um dos maiores riscos de resiliência face às alterações climáticas globais atuais e futuras, é prioritário investir no conhecimento das crianças e jovens quanto ao seu património natural regional, quanto à urgência de valorização dos recursos e necessidade de inovação para se alcançar um desenvolvimento sustentável, e transmitir de forma focada e concreta quais os reais impactos destes fenómenos para a população regional, nomeadamente para as crianças e jovens. Para que isto seja consolidado e as crianças e jovens entendam a importância do seu papel na resolução deste desafio societal que enfrentamos, é ainda necessário que compreendam os riscos que as alterações climáticas acarretam na amplificação das desigualdades sociais e violação dos Direitos Humanos da população. Isto irá permitir reforçar a importância de se envolverem e terem voz na sua região e assumirem um papel participativo na implementação dos planos de adaptação e mitigação das alterações climáticas da região. Esta ação de formação está alinhada com as linhas orientadoras do referencial de Educação para o Desenvolvimento e visa a capacitação de professores de qualquer grupo de recrutamento, especialmente os professores que trabalham esta temática prioritária em todos os ciclos de escolaridade obrigatória e ensino e capacitação de adultos na região

Objetivos

Esta ação de formação visa focar os impactos das alterações climáticas nas populações regionais e consequente amplificação das desigualdades sociais na região e mostrar como a participação da população no desenho dos planos e estratégias de adaptação e mitigação das alterações climáticas regionais é fundamental para assegurar uma estratégia eficaz e a não violação dos Direitos Humanos da população na sua implementação.

Conteúdos

- Alterações climáticas e direitos humanos. - Impacto das alterações climáticas na população envelhecida. - Impacto das alterações climáticas nas crianças. - Impacto das alterações climáticas nas mulheres. - Impacto das alterações climáticas na população com mobilidade reduzida ou outro tipo de incapacidades físicas/mentais. - A importância dos direitos humanos e participação da população na elaboração de planos de adaptação e mitigação das alterações climáticas regionais.

Anexo

acd_4-Impacto_das_alterações_climáticas_nos_Direitos_Humanos_q2uGMCL.docx


171

I º CICLO CONFERÊNCIAS TEMÁTICAS 2021/2022 - ARTETERAPIA EM CONTEXTO ESCOLAR - SER, ESTAR E APREENDER
Prioridade aos docentes que integram Equipas EMAEI

ACD

 

3.0 horas

 

e-learning

 

Educadores de Infância; Professores de todos os grupos de recrutamento;

ZOOM


Ler mais Ler menos

Ref. 135T1 Inscrições abertas até 18-11-2021

Registo de acreditação: Registo 135 CD nº31 07.10.2021

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 24-11-2021

Fim: 24-11-2021

Regime: e-learning

Local: ZOOM

Destinatários

Educadores de Infância; Professores de todos os grupos de recrutamento;

Releva

Para os efeitos previstos no nº 1 do artigo 8º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva a progressão em carreira.

Acreditado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Ria Formosa/CFAE Levante Algarvio

Anexo

ACD_-_Programa_temático_I_ciclo_2122_IV_-francisca_pires.doc